Xbox One “Fat” vs Xbox One S – Comparando os dois modelos

Compreender a diferença entre os atuais modelos de Xbox One pode ser essencial na hora de escolher qual modelo você irá comprar.

Muito embora os atuais modelos sejam semelhantes, ao ponto de rodarem os mesmos jogos, as diferenças entre os consoles podem ser significativas quanto a determinados aspectos.

Primeiramente, vamos começar com uma distinção entre as especificações técnicas de hardware e software de ambos os consoles, para entrarmos posteriormente em uma comparação gráfica entre os Xbox One.

(Caso queira pular essa parte mais “física quântica”, recomendo que, pule os dois próximos tópicos, e passe para a sessão onde abordamos a comparação entre ambos os consoles).

O XBOX ONE ORIGINAL – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

Lançado em 2013, o Xbox One original (que apesar de ser designado oficialmente assim pela Microsoft, vou chamar de “fat” daqui em diante, para facilitar a compreensão), possui as seguintes especificações de Hardware:

  • Processador (CPU): Um “núcleo” AMD octacore de 1.75 Ghz (giga-hertz) composta por 2 módulos “Jaguar” Quad Core, customizados apenas para o console (sem equivalente comercial).
  • Memória Ram: 8GB de ram DDR 3 em Clock de 2.133 MHz (1.066mhz padrão) com largura de Banda de 68.26 GB/S (Gygabytes por segundo), com 5GB disponíveis para jogos. Conta  ainda com 32MB de eSRAM com largura de banda de 204GB/S total (102 Gb/s de entrada, e 102 gb/s de saída).
  • Placa Gráfica(GPU): GPU customizada de 853 MHz, baseada na arquitetura “Durango” de processamento, com processamento de 28 nm (Nanômetros), com 5 bilhões de transistores, com 788 shaders e pico de 1.31 Teraflops.
  • Armazenamento: HD de 500gb (versão básica) e 1tb (versão especial) com 5.400rpm não trocável (se houver troca, você perde a garantia), com suporte para unidade externa via plug USB 3.0.
  • Drive Óptico: Blu-Ray/DVD em 1080p
  • Suporte para Kinect: Sim, via porta própria para o periférico da Microsoft.
  • Entradas e saídas: 1) 3 entradas USB 3.0 2) 1 Entrada e 1 saída HDMI 1.4. 3) 1 entrada de rede Gigabit Ethernet.
  • Redes sem fio: Wifi A/B/G/N Dual Band de 2.4ghz e 5ghz, com suporte para WiFi Direct
O Xbox One Original possui uma quantidade significativa de portas
O XBOX ONE S – ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS:

Lançado em 2016, o Xbox One S apresentou algumas mudanças, a mais notável é seu tamanho reduzido, mantendo parte do Hardware do modelo anterior, vejamos:

  • Processador (CPU): Um “núcleo” AMD octacore de 1.75 Ghz (giga-hertz) composta por 2 módulos “Jaguar’ Quad Core, customizados apenas para o console (sem equivalente comercial).
  • Memória Ram: 8GB de ram DDR 3 em Clock de 2.133 MHz (1.066mhz padrão) com largura de Banda de 68.26 GB/S (Gygabytes por segundo), com 5GB disponíveis para jogos. Conta com 32MB de eSRAM com largura de banda de 218GB/S total (109 Gb/s de entrada, e 109 gb/s d saída).
  • Placa Gráfica(GPU): GPU customizada de 914 MHz, baseada na arquitetura “Durango” de processamento, com processamento de 28 nm (Nanômetros), com 5 bilhões de transistores, com 788 shaders e pico de 1.4 Teraflops, e suporte para HDR.
  • Armazenamento: HD de 500gb (versão básica), 1tb, ou 2tb com 5.400rpm não trocável (se houver troca, você perde a garantia), com suporte para unidade externa via plug USB 3.0.
  • Drive Óptico: Blu-Ray/DVD em 4k.
  • Suporte para Kinect: sim, via porta USB.
  • Entradas e saídas: 1) 2 entradas USB 3.0 2) 1 Entrada e 1 saída HDMI 2.0. (com suporte para TVs 4k em 60 frames por segundo) 3) 1 entrada de rede Gigabit Ethernet, saída infravermelho, S/PDIF
  • Redes sem fio: Wifi A/B/G/N Dual Band de 2.4ghz e 5ghz, com suporte para WiFi Direct.
É notável que o XboxOne S possui uma porta USB a menos, e tamanho reduzido.
COMPARAÇÕES FÍSICAS.

 À primeira vista, o que se nota são as dimensões diminutas do Xbox One S, contando com 29,5cm x 23 cm x 6,4cm e 2,9 kg de peso, contra os 33,3cm x 27,4cm 7,9 cm de dimensão, e 3,5kg de peso do Xbox One fat.

Por uma questão de lógica, fica claro que, essa diminuição do peso e tamanho Xbox One S provavelmente se deu pela retirada da porta extra de USB 3.0, e da entrada exclusiva do Kinect, além é claro, do uso de mais materiais mais leves, pois, em todos os demais aspectos de hardware, os componentes do Xbox One continuam os mesmos.

Situação semelhante ocorreu com o antigo Xbox 360, que sofreu modificações em suas versões Fat, Slim e E, com retirada, ou acréscimo de portas, uso de novas unidades de armazenamento interno, e substituição por materiais mais leves.

Observação: não apresentei os novos controles com “Bluetooth” como parte do Xbox One S, pois, os mesmos são totalmente retrocompatíveis com os Xbox One Fat, tratando-se apenas de uma comodidade relevante para PC gamers que desejam usar o controle em seus jogos no PC.
COMPARAÇÃO GRÁFICA ENTRE OS DOIS CONSOLES.

Vamos agora ao que importa, que é a comparação gráfica entre as duas versões do Xbox One.

O Xbox One S possui uma arquitetura de GPU idêntica ao modelo anterior, exceto no tocante ao clock da GPU, que subiu de 833Mhz para 914Mhz.

Em um primeiro momento, esse incremento da CPU poderia significar uma melhora de desempenho, e até mesmo mais frames por segundo em alguns jogos, porém, deve-se ressaltar que, esse incremento teve como objetivo a implementação da tecnologia HDR (High Dynamic Range), que é ausente nos consoles Fat.

Vale lembrar que, esse incremento do Clock da GPU foi eclipsado pelo memória e processador do console, que continuaram os mesmo do Xbox One Fat, impedindo que haja um acesso maior à memória, assim, não há incrementos gráficos muito superiores aos do Xbox One Fat ante ao gargalo da CPU e da memória.

No que tange à “potencia” da GPU, o pico do console subiu para os 1.4 teraflops, com um incremento mínimo da GPU, o que em alguns jogos resultou apenas no aumento de ridículos 1 frame por segundo na média, conforme o canal Digital Foundry deixou bem claro nesse vídeo (em inglês).

Uma comparação entre uma imagem com HDR (à esquerda), e sem HDR (à direita).

Ou seja, graficamente, a única diferença notável entre as versões de ambos os consoles da Microsoft vem a ser a implementação do HDR, tecnologia exclusiva de TVs 4k, e que faz parte da estratégia da Microsoft em diminuir o gap dessa tecnologia frente ao PlayStation 4 da Sony, que possui essa tecnologia tanto no PS4 “fat” (implementada em um patch após o lançamento do PS4 Pro), quanto no PS4 Pro, e PS4 Slim.

Nota-se que, o High Dynamic Range, apesar de conceder aos games um realismo de profundidade fantástico, é uma tecnologia ainda muito cara para nós no Brasil (mesmo no exterior é algo caro), o que significa que é algo irrelevante para a grande maioria dos gamers tupiniquins.

Caso queira aprender mais sobre o HDR, recomendo essa matéria do Techtudo, com uma explicação pormenorizada desse recurso.

Na execução de mídias, o Xbox One S tem suporte para mídias Blu-ray, e internas em 4k a 60 frames por segundo, enquanto o Xbox One fat não suporta mídia Blu-ray em 4k, porém, possui suporte para mídias internas (baixadas) em 4k, ainda que limitadas a 30 frames por segundo, muito por conta principalmente da porta 1.4 HMDI do Xbox One fat, que foi substituída pela HDMI 2.0 no Xbox One S, ganhando, portanto, em velocidade de transmissão.

CONCLUSÕES.

Caso você possua uma TV 720p, ou 1080p, e não pretende adquirir uma TV 4k com a tecnologia High Dynamic Range, e também não se importa com a execução de mídias externas em 4k, adquirir um Xbox One fat pode ser opção mais econômica e prática, dado que o console atualmente é vendido a preços inferiores ao Xbox One S, e não há diferenças perceptíveis no desempenho de jogos em ambos os consoles.

Porém, se você atualmente possui, ou pretende adquirir, uma TV 4k com suporte para High Dynamic Range, adquirir um Xbox One S passa a ser prioridade, visto que, o Xbox One fat não possui suporte para essa tecnologia, e tampouco lê mídias blu-ray de filmes em 4k.

E por fim, caso queira fazer um upgrade monstruoso na sua estação de jogos, vale a pena aguardar o Xbox One X, que significará um salto gigantesco de hardware comparado aos atuais modelos do Xbox One, conforme já foi analisado pelo Arena Xbox, confira a matéria aqui.

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também