Xbox One X: o novo peso pesado da Microsoft

O console é uma aposta audaciosa da Microsoft no mercado 4k, e tem tudo pra dar certo!

Desde a Electronic Entertainment Expo (E3) de 2016, quando o Xbox One X, até então denominado Project Scorpio foi oficialmente anunciado como “em desenvolvimento”, o público gamer ficou ansioso sobre as promessas feiras por Phil Spencer sobre o potencial gráfico e de processamento do novo console.

Propaganda

Phil Spencer anunciando ao mundo o Project Scorpio, durante a E3 2016.

Na época, é bom lembrar que a Microsoft prometeu uma capacidade de processamento em 4k nativo que aliada aos 6 teraflops de “potência” em processamento gráfico, ultrapassaria o rival Playstation 4 Pro, da Sony.

Com a E3 de 2017, tivemos finalmente o anuncio da aguardada data para o nascimento do Xbox One X, após uma longa gestação de 01 ano entre uma feira e a outra e, claro, a confirmação de todo o poderio gráfico do novo console da gigante americana.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Agora, vamos ao que realmente interessa, que são as especificações técnicas do Xbox One X:
  • Processador: x86-64 2.3GHz 8-core AMD, customizada pela AMD;
  • Placa Gráfica: 8 Teraflops, usando arquitetura AMD Radeon, com clock em 1172MHZ, e 40 unidades de computação;
  • Memória: 12 GB GDDR 5;
  • Drive Óptico: Blu-ray em 4k UHD (Ultra High Definition);
  • Plugs de entrada e saída: saída HDMI 2.0b, entrada HDMI 1.4b, três plugs USB 3.0, saída Infravermelha, suporte pra Audio S/PDIF e plug para rede Ethernet Gigabit;
Destaque da parte traseira do console, mostrando os conectores do Xbox One X.
  • Configurações de Rede sem fio: IEEE 802.11ac dual band (5GHz and 2.4Ghz), 2×2 wireless Wi-Fi com Wi-Fi Direct;
  • Consumo de Energia: 245 W.
É um monstro! Sim jovens, o Xbox One X tomou muito Whey Protein e batata doce (com casca), e já viu no que deu!

Ao contrário do que especulado por alguns sites, o Xbox One X não possuirá um armazenamento SSD (Solid State Drive), entretanto, contará com uma unidade de armazenamento físico 50% mais rápida que os discos rígidos de 5.400 rpm empregados atualmente no Xbox One e Xbox One S, o que será um avanço considerável, visto que, é nítido que os HDs originais do Xbox One eram tão lentos, que usar HDs externos com USB 3.0 era a solução mais racional para usuários, que desejavam um tempo de carregamento melhor.

O Xbox One X trará suporte à tecnologia de Realidade Virtual (VR em inglês), conforme anunciado na E3 de 2016, porém, é de se ressaltar que na conferência da Microsoft desse ano na E3, nada foi afirmado sobre tal aspecto, o que se leva a especular que talvez tenhamos algo na GAMESCOM desse ano, inclusive com a apresentação de alguns games.

“O console entregará toda a potência gráfica em jogos visualmente empolgantes”, garantiu a Microsoft durante a E3 Conference de 2017.

Retomando a abordagem sobre o processamento gráfico do console, a Microsoft garantiu durante a E3 desse ano, que usuários que possuem uma TV 1080p serão agraciados com a filtragem anisotrópica dos jogos (deixa as imagens menos embaçadas na tela) e supersampling (técnica que transforma imagens 4k em 1080p, resultando em imagens ainda mais precisas que aquelas geradas em 1080p nativo).

Além disso, contará com o HDR (High Dynamic Range) que é uma tecnologia que aumenta o alcance dinâmico da imagem, resultado em uma maior noção de profundidade, luz e cor na tela.

Aqui, cumpre ressaltar que o HDR é disponível apenas para TVs 4k, entretanto, destaco que a Sony vai lançar uma linha com HDR em 1080p, segundo informou no inicio do ano o site Techradar (em inglês), com foco no público de consoles.

Outro destaque do Xbox One X serão suas dimensões, 30cm x 24cm x 6cm, o que o transformará no menor console Xbox já lançado até hoje – isso mesmo, o menor dentre todas as gerações – correspondendo a um aparelho pequeno, com design funcional, e que, portanto, caberá até naquele seu hack infestado de action figures e aparelhos eletrônicos.

O console contará ainda com uma plataforma vertical – que será vendida separadamente – para aqueles que adotam o posicionamento vertical de consoles como padrão.

O Xbox One X pesará 3,81kg, sendo um pouco mais pesado que os atuais Xbox One e Xbox One S, que pesam 3,5kg e 2,9kg respectivamente, um aumento de peso que com certeza é olvidado pelas já diminutas dimensões do novo monstrinho da Microsoft.

COMPARAÇÕES COM O PLAYSTATION 4 PRO.

Afinal, quem é melhor? Quem ganha com isso? Vamos aprofundar isso já, já!

Aos que desejam uma comparação mais aprofundada com o rival PS4 Pro (sim jovem, eu sei que você quer ir lá provocar o seu amiguinho que insiste em afirmar que o PS4 Pro é “top da balada”), respira bem, pois, aqui vamos nós:

Propaganda

O Xbox One X terá unidade de processamento AMD customizada contando com 8 núcleos em clock de 2.3 Ghz, que será ligeiramente superior à arquitetura AMD Jaguar de 8 núcleos do PS4 Pro, que possui clock limitado em 2.1 GHZ (trata-se de um simples upgrade do PS4, que rodava em clock de 1,6ghz).

Pode parecer pouca essa diferença, porém isso será conjugado com os vultuosos 12 GB de DDR5 do XboxOne X, o que permitirá um maior uso dessa memória, em comparação com os modestos 9GB de memória conjugada oferecidos pelo PS4 Pro (divididos em 8GB de DDR5 e 1GB de DDR3).

PS4 Pro vem sofrendo com criticas sobre a arquitetura Jaguar de sua CPU, que vem causando desempenho aquém do desejado nos jogos em 4k.

Aliás, é bom lembrar que o PS4 Pro vem sofrendo com a arquitetura Jaguar, que segundo a própria Eurogamer (citando conteúdo da Digital Foundry) vem limitando o desempenho do console, portanto, é de se esperar que essa diferença de clock, e a arquitetura personalizada do Xbox One X consiga entregar um desempenho ainda melhor em quantidade de quadros por segundo nos jogos do novo console da Microsoft.

Conforme já informado, a GPU do Xbox One X, possuirá uma arquitetura AMD rodando em 1.172 MHZ e contando com 40 unidades de processamento, o que resultará em um poderio gráfico de 6 teraflops, que dá uma diferença considerável face aos modestos 4.2 teraflops do console da Sony, que trabalha com uma GPU AMD com 911 MHZ e 18 unidades de computação.

O resultado prático disso será a capacidade do Xbox One X em rodar jogos em 4k com maior facilidade, utilizando-se bem menos de artifícios gráficos – como o já mencionado checkerboard – para atingir o desempenho necessário para jogos em 4k nativo.

Ressalte-se ainda que, esse poder de fogo gráfico permitirá ainda a implementação de recursos como filtragem anisotrópica em jogos com menos demanda gráfica, e melhorias significativas na qualidade de jogos multiplataformas.

Contudo, é de bom alvitre fazer um disclaimer antes que a tempestade de “fanboyzismo” tome conta de alguns, até porque, esse que vos escreve – apesar de amar o Xbox – é um gamer multiplataforma assumido (sim jovens, eu jogo até Atari, e tenho um PS4).

Vale lembrar que o PS4 Pro está há quase um ano como o único console 4k do mercado, o que acarreta em uma clarividente ausência de competição, e, por conseguinte, uma falta de interesse das desenvolvedoras de jogos multiplataformas em propor games em 4k nativo para aquele console, situação que mudará com a entrada do Xbox One X no páreo.

Sobre o tema, o canal Digital Foundry fez um excelente vídeo (em inglês), explicando porque o Xbox One X será uma ajuda fundamental até mesmo para o console high end da Sony:

Nesse diapasão, relembro que essa superioridade do Xbox One X face ao Ps4 Pro é muito semelhante à supremacia que o PS4 tinha frente ao Xbox One no início dessa geração, e que levou à implementação de otimizações gráficas pelas desenvolvedoras nos jogos de Xbox One, que ao fim, em nada deixavam a desejar em qualidade gráfica quando comparados aos do PS4, muito embora rodassem, em alguns casos, com resolução inferior.

Cito por exemplo Battlefield 4, que rodava em resoluções de 720p no Xbox One, e 900p no console da Sony, dentre tantos outros, conforme podemos verificar nesse link, da IGN americana, em um comparativo bem elaborado sobre o tema.

Ou seja, é de se esperar que o mesmo ocorra com os jogos pra PS4 Pro, sem esquecer, claro, que a arquitetura do PS4 Pro dificilmente rodará games em 1080p nativo, até porque o PS4 Pro também possui a capacidade de rodar jogos em 4k pelo sistema de checkerboard, graças à sua arquitetura gráfica Polaris adotada por sua GPU, semelhante à do console da Microsoft.

“Faça amor, não guerra de consoles”. Pois competição é melhor pra todos nós!

Vale lembrar que eu não fiz um comparativo do XboxOne X com o Nintendo Switch por razões obvias: primeiro, pois o console da Nintendo é inferior em todos os aspectos técnicos, e; segundo, pois é nítido que a Nintendo não está se preocupando com o poderio gráfico de seu console, focando em outras estratégias, conforme o Regis Fill Aime, Presidente da Nintendo of America já deixou claro diversas vezes.

Portanto jovens, como o nosso mote aqui no Arena Xbox é um ban total à console wars – focando mais no aspecto técnico da coisa, e nosso amor incondicional pelo Xbox – abaixem as armas (joysticks) e joguem, deixando toda essa idiotice de lado, pois, gamer de verdade, quando vai visitar o amigo(a) que joga PS4, manda ele(a) ligar aquela “budega” e botar Uncharted 4, ou leva o Xbox One para “bater” aquele Quantum Break “dazora”.

LANÇAMENTO MUNDIAL

“Tio” Phil Spencer anunciando a data de lançamento do XboxOne X

Por fim, o Xbox One X terá lançamento mundial em 07/11/2017 – sem data oficial de lançamento no Brasil – e será vendido pelos seguintes preços de acordo com a região: 500,00 USD (quinhentos dólares americanos), 499,00 EU (quatrocentos e noventa e nove Euros), 499,00 CAN (quatrocentos e noventa e nove dólares canadenses) e 649,00 AU (seiscentos e quarenta e nove dólares australianos).

A Microsoft Brasil ainda não confirmou o valor do console no Brasil, tampouco a possibilidade de fabricação do mesmo em território nacional, o que deixará – como sempre – os gamers brasileiros reféns de estratagemas como importação individual, ou feita por terceiros, durante os primeiros meses.

Vamos ficar na torcida para que os próximos meses sejam frutuosos e que Microsoft não nos deixe na mão anunciando o lançamento conjunto do console, seguindo a data base mundial já anunciada.

 

Fonte Xbox

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também