WWE 2K19 – [Análise Do Arena]

Never Say Never

A volta do Showcase e Modo Carreira Linear

WWE 2K19 é um jogo de wrestling profissional, desenvolvido pela Yuke e Visual Concepts, e publicado pela 2K Sports , que foi lançado em 5 de Outubro 2018. Confira o trailer abaixo:

  • História– Showcase

O retorno do Showcase ao novo jogo da série, veio para conhecermos um pouco do percurso de Daniel Bryan, desde os tempos de indie até aos dias de hoje. A 2K poderia ter enriquecido mais este modo colocando mais histórias.

  • Modo Carreira (Personagem criada)

Do Indie até à Wrestlemania! Este ano, o modo carreira do personagem teve uma remodelação. Este modo é bastante linear e precisamos completar os objetivos para poder terminá-lo. As escolhas são fixas para os jogadores, não dando liberdade de escolha, fazendo isso um dos pontos mais negativos.

O personagem começa numa empresa Indie (BCW) onde o objetivo é entrar na WWE. A invasão começa bem no inicio, após o ataque viral que virá criar a invasão. Durante a jornada na WWE, iremos vencer o US Championship jogando metade do jogo a defende-lo no Smackdown.

Após isso, iremos para o RAW e ai é onde o jogo se desenvolve mas já bem no final. Durante o percurso no RAW, iremos ter oportunidade de criar um titulo personalizado, ganhar o Intercontinental Championship, entrar em jogos lunáticos com Bray Wyatt e Matt Hardy.

Já bem no final, iremos vencer o titulo principal da Empresa e ganhar o respeito do general manager Triple H.

  • 2K Towers

Uma das novidades deste ano, 2K Towers é uma especie de Challenge dos tempos dos jogos mais antigos da Série Smackdown vs Raw, lançado em 2001. Iremos ter vários desafios, cada um com seu tema e dificuldade. Este modo é jogado numa espécie de Gauntlet Match, tendo de ser jogado sem pausar. A saída do jogo vai levar o jogador a voltar ao primeiro combate.

  • Jogabilidade

O jogo conta com uma jogabilidade muito parecida ao jogo anterior. A adição do novo sistema Payback poderá dar uma ajuda em algumas situações. Em modo simulação, podemos sentir os personagens muito limitados nos seus movimentos e temos de estar bem direcionados para não falhar.

O Sistema de defender dos ataques por vezes não funciona, mesmo carregando a tempo, podendo tornar a jogabilidade das partidas injustas.

  • Trilha Sonora

Este ano, o jogo teve uma adição de vozes narrativas que veio trazer uma boa melhorada ao modo de carreira, por outro lado os sons de objetos usados nas lutas e do ringue tem som muito artificial, deixando a boa experiência sonora da realidade no jogo. Nos combates, o som dos fãs é muito igual, não havendo níveis de altos e baixos momentos na luta e por isso se tornam um pouco cansativos.

  • Gráficos

As mulheres Superstars começam a ficar cada vez mais parecidas, porém não há muita diferença a nível de gráfico se comparado ao anterior. Foi adicionado alguns objetos ao backstage, porém muito insignificantes. O cabelo dos personagens continuam muito artificiais e tem sido algo que a 2K não tem conseguido mudar desde a aquisição da série. As arenas são cada vez menos e desatualizadas se comparado com as series anteriores.

  • Considerações Finais

O jogo parece que tem estado em desenvolvimento a cada ano que passa, com poucos conteúdos adicionais. O regresso do showcase é sem duvida o ponto alto da série para quem não gosta de jogar online. O modo carreira teve uma reconstrução boa mas ainda a obrigação dos objetivos não deixa o jogador ter opção de jogar de novo. Para obter a melhor experiência irá ter de comprar os conteúdos extras.

71%
Bom

Análise do Arena

O jogo vem com poucos conteúdos,"obrigado" o jogador a comprar conteúdos extras para poder usufruir do jogo completo. Poucas inovações, o máximo ponto é sem duvida o regresso do Showcase

  • História
  • Jogabilidade
  • Trilha sonora / Sound FX / Vozes de atuação
  • Gráfico

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.