Sekiro: Shadows Die Twice [Análise do Arena]

Sekiro: Shadows Die Twice, desenvolvido pela FromSoftware e publicado pela Actvision, foi lançado no dia 22 de março deste ano e, desde então, os jogadores já deixaram Sekiro morrer zilhões de vezes.

Propaganda

Falar sobre Sekiro até causa emoção. Desde a revelação do jogo até o momento que o testei na Gamescom de 2018, tenho me preparado para vivenciar a aventura do solitário Shinobi em um Japão assolado pela guerra.

Finalmente, após 60 horas de gameplay e 100% no jogo, decidi escrever uma review curta e grossa sobre o jogo. E, claro, sem spoilers.

Até o momento, pra mim, esse é o melhor jogo da FromSoftware disparado! Desde o início o jogo te coloca na pele do Lobo, um órfão que foi adotado em um campo de batalha e criado por um renomado Shinobi. Em um certo ponto do jogo ele assume a identidade de Sekiro, o lobo de um braço só.

✓ Experiência

O jogo te conduz em uma jornada de aprendizado, onde punição e superação dançam juntas.

O cuidado com a experiência do jogador vai desde o NPC que te ajuda a treinar, se acostumar e dominar os controles, à lore do jogo, que te ensina pontos fracos dos personagens e localização de melhorias para você seguir evoluindo. O jogador precisa saber a hora de atacar, defender, fugir ou até mesmo morrer (existe um item que pode ser usado para morrer).

Tudo isso é parte central da experiência e qualquer desvio o tornaria completamente outro jogo. Assim como pegar um cogumelo em um jogo do Mario é parte da mecânica, a superação existente em Sekiro encoraja e recompensa os jogadores, fazendo parte essencial de sua mecânica.

A abordagem usada em cada chefe ou inimigo não segue linha única. Ela pode ser stealth, agressiva, defensiva e por aí vai. Os diferentes perfis dos jogadores é que customizam a forma de encarar e derrotar mini chefes e chefes principais do jogo.

A verticalidade dá um tempero especial e encanta pela beleza dos movimentos, ainda mais nessa temática ninja do Japão Sengoku, que é a base do jogo.

A dificuldade fica por conta de como o jogador agirá e com as decisões tomadas, pois a escolha de como abordar até mesmo o mais simples inimigo, decidirá o quão desafiador será o combate. Portanto, a visão do gênio Hidetaka Miyazaki, diretor do jogo, te coloca no controle, te ensina e te dá as ferramentas necessárias para aprender e superar todo e qualquer desafio do jogo.

✓ Gráficos

O visual do jogo está simplesmente incrível! Os detalhes, os cenários, o ambiente criado por temas específicos são pontos altíssimos do jogo. Os efeitos das espadas se chocando são lindos e transformam o combate em algo artístico, uma dança cheia de violência e dinamismo.

Propaganda

O modelo do personagem é carismático e mesmo assim aparenta um semblante rústico, de alguém obstinado a cumprir sua missão. Joguei no Xbox One X e o jogo está simplesmente lindo!

✓ Controles e Combate

Os controles são fluidos e respondem muito bem. Os movimentos base e outros adicionados são de fácil execução, o que te faz sentir habilidoso ao mesmo tempo que te encoraja a ser cauteloso.

Entender os controles e dominá-los é parte integral da experiência, pois como um NPC do jogo diz: “Hesitação é morte”. Eles também te fazem entender que potência não é nada sem controle.

O combate é frenético mas pode tomar rumos bem diferentes. Defender e refletir ataques é divertido e recompensador, mas uma falha será punida sem misericórdia.

Minha Edição de Colecionador que tanto aguardei S2

O contra ataque Mikiri é arriscado, porém te faz sentir empoderado na batalha. Prestar atenção na barra de postura e barra de saúde é essencial se você quer ser bem sucedido nos combates mas o stealth adiciona mais opções e satisfaz demais com as execuções!

Os botões podem ser completamente configurados e o jogador pode adaptar da melhor forma para o seu estilo de jogo.

O ponto baixo de Sekiro é sua câmera. Muitas vezes ela te coloca em situações fatais e irreversíveis. Aprender a lidar com a câmera acaba sendo uma responsabilidade que não deveria ser do jogador (Rages foram vários).

✓ História

A trama do jogo te entrega a motivação e responsabilidade de um Shinobi que deve proteger o seu mestre. O acessório recebido logo no início do jogo te acompanha e prova ser primordial para seu sucesso, ainda mais quando upgrades são recebidos. Por isso explore os locais do jogo, você pode se surpreender com o que vai encontrar e ainda poderá apreciar os lindos cenários do jogo.

A história de Sekiro: Shadows Die Twice é muito mais acessível e fácil de entender do que outros títulos da FromSoftware, o que te coloca em imersão e te envolve de formas diversas, te levando a caminhos em que você deve decidir onde ir primeiro e te traz consequências no desenrolar e na conclusão da sua jornada.

Existem quatro finais e, entre eles, um final verdadeiro. Para chegar a esse final verdadeiro, o jogo exige seguir quests de personagens individuais em momentos específicos. Interaja com os NPCs, escute suas histórias e siga pistas deixadas por eles. Acredite, eles te levarão a caminhos surpreendentes!

Se prepare para se desafiar e ter uma experiência punitiva e recompensadora na mesma medida. Depois desse jogo você pensará sobre games de uma forma diferente…

Um abraço “mortal” a todos!

9.5
Incrível

Sekiro: Shadows Die Twice

Se pudesse resumir o jogo respondendo três perguntas, elas seriam assim:
*O que é Sekiro para você? Para mim Sekiro é sobre enfrentar seus demônios e vencer suas limitações.
*Qual o ponto alto dele? A movimentação.
*Qual o defeito? A câmera.

  • Jogabilidade 8
  • Narrativa 10
  • Design 10
  • Graficos 10

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também