Setembro Amarelo
O silêncio pode dizer muita coisa.

Marvel’s Avengers – [Análise do Arena]

Marvel’s Avengers…Avante

Publicado pela Square Enix e desenvolvido pelo estúdio Crystal Dynamics, Marvel’s Avengers foi anunciado em 2017, causando uma enorme curiosidade e ansiedade para controlar os heróis mais poderosos da terra. Mas somente durante a E3 2019, o jogo ganhou seu primeiro trailer, causando uma impressão muito duvidosa, principalmente com relação aos gráficos dos personagens. Impressão que foi evaporando, conforme novidades eram reveladas e o game era mais polido.

Finalmente, após um atraso em seu lançamento, previsto para maio, o game foi lançado em 4 de setembro, prometendo uma campanha empolgante e muito conteúdo endgame. Nessa análise, você confere o que os heróis realmente entregaram.

  • Um dia “normal” para os heróis

A campanha é estrelada pela jovem Kamala Khan, que está viajando para San Francisco com seu pai, para participar de um concurso de fanfic sobre os heróis, comemorando o Dia-A (um dia especial para celebrar os feitos dos Vingadores), inaugurar um novo QG e revelar o novo porta-aviões, nomeado de Quimera, que é abastecido por uma nova tecnologia baseada em cristais Terrigen. Ela, que é muito fã de todos e quer desfrutar desse momento único, de estar mais perto de seus ídolos e…quem sabe, conhecê-los pessoalmente.

Marvels Avengers

Como é “tradição” em eventos desse porte, um ataque terrorista ocorre na cidade, atrapalhando todas as festividades e forçando Hulk, Thor, Viúva Negra e Homem de Ferro a averiguarem a real situação do problema. Mas como tudo pode ficar ainda pior, Capitão América deve ficar no Quimera, para investigar as reações estranhas do reator no porta-aviões. Vale ressaltar que é o primeiro (e ótimo) momento de gameplay do jogo, validando o hype de controlar os Vingadores, cada um com seu momento.

Marvels Avengers 3

Ao descobrirem que os ataques foram comandados pelo Treinador (Taskmaster) e não passaram de uma distração, é tarde demais e um grande desastre acontece, fazendo com que o Quimera destruísse praticamente a cidade inteira, além de liberar uma nuvem de Terrigen, o que modifica o DNA de algumas pessoas (inclusive o de Kamala). E como toda a tragédia pode piorar, tudo indica que o Capitão América explodiu junto com o porta-aviões.

Após a tragédia, tanto a S.H.I.E.L.D., quanto os Avengers são declarados culpados, depois que Bruce Banner (por influência de Monica Rappaccini), admite que ele e seus amigos causaram tudo. E com a “extinção” da Iniciativa, a A.I.M. (Advanced Idea Mechanics) é criada pelo Dr. George Tarleton (que está se transformando em MODOK), prometendo consertar todos os estragos causados no Dia-A e encontrar uma cura para todas as pessoas infectadas com o Terrigen, que são chamados de Inumanos. Como uma intrépida investigadora, Kamala deve reunir os Vingadores para enfrentar essa iminente ameaça.

Vale registrar que a Crystal Dynamics sempre focou no ponto que criaria uma história original, sem associação com o MCU dos cinemas. E sem dúvidas foi um grande acerto da desenvolvedora.

  • Sinta o poder dos heróis de Marvel’s Avengers

Como mencionado acima, ao controlar os heróis pela primeira vez, jogando um pouco com cada um, é perceptível o cuidado que o game tem em diferenciar cada personagem e suas respectivas ações. Hulk possui golpes certeiros, devastadores e potentes, Capitão América, Kamala e Viúva Negra contam com combos rápidos e Thor e Homem de Ferro são peritos em ataques à distância. Além disso, todos podem ser personalizados, se adequando da melhor forma ao jogador. Apesar dessa possibilidade, as características são mantidas em essência.

Marvels Avengers 4

Todos os heróis jogáveis possuem basicamente um ataque fraco, ataque forte, golpes à distância e 3 habilidades especiais (sendo uma delas, um ataque ultra). Kamala, por exemplo, conta com habilidade de cura e Viúva Negra pode ficar invisível. O combate é muito prazeroso e flui muito bem com todos os personagens. Vale registrar que novos heróis chegarão em breve no game, como Clint Barton (Gavião Arqueiro), já confirmado.

  • Marvel’s Avengers como serviço

Anunciado como um jogo que funcionará como serviço, os Vingadores precisarão percorrer um caminho um pouco mais longo. Em resumo, as tarefas se resumem em invadir bases inimigas e salvar agentes capturados. E isso se torna muito repetitivo e sem diferenciação de cenários.

Marvels Avengers 5

Além das missões básicas, o jogo conta com missões de faccções (que são oferecidas por agentes da S.H.I.E.L.D. e pelo grupo dos Inumanos), que premiam o jogador com novos equipamentos e cartas de heróis, que ao completadas oferecem itens cosméticos. Mas mesmo oferecendo esses prêmios, eles não apresentam vantagens relativamente grandiosas. E se você não for muito do loot’n shoot, certamente se tornará cansativo.

Assim como jogos do gênero, você deve sempre estar atento ao seu nível, para saber se está preparado para enfrentar as missões selecionadas. Uma dica importante é sempre conferir seu inventário e colocar os itens mais fortes. Caso não entenda o sistema, basta apertar o botão LT, que seu personagem será equipado com os itens mais valiosos e poderosos.

  • Heróis e amigos

Ao selecionar uma missão, você é levado para o Quinjet e pode convidar seus amigos para uma sessão de jogo ou possibilitar que qualquer pessoa junte-se à sua equipe. Vale ressaltar que caso você não tenha terminado a campanha base, pode tomar spoilers da história. Além disso, não é possível que duas pessoas escolham o mesmo herói. E vamos combinar que jogar com os amigos torna tudo mais divertido.

Marvels Avengers 9

Quando você joga com seus amigos, fica mais evidente o quanto as habilidades dos personagens se completam. Por exemplo, Kamala (vale registrar que ela se torna Ms. Marvel nos quadrinhos) pode curar seus amigos e Hulk pode chamar a atenção dos inimigos, aliviando a barra de seus companheiros. Realmente as habilidades foram cuidadosamente escolhidas para trabalharem em harmonia.

  • Seja um Avenger e fale como um Avenger, seja em português ou em inglês?

Definitivamente o game está infinitamente mais bonito do que quando foi apresentado pela primeira vez. Não que seja um primor gráfico, mas em especial, os efeitos são incríveis. Quando Thor invoca a Bifrost, é perceptível como o efeito chama sua atenção.

Marvels Avengers 6

O jogo apresenta alguns bugs, mas nada que influencia na experiência. Chegam a ser engraçados, como o Hulk tremendo, como se tivesse tomado 50 litros de café. O que chama a atenção de forma negativa é a queda de frames, seja em cutscenes, seja ingame.

O jogo conta com uma ótima dublagem, com suporte 100% para nosso idioma. Mas em alguns momentos da trama, o áudio mudou para inglês, o que pode ser corrigido facilmente. Apesar de parecer algo básico, é muito legal por parte da Square ter esse cuidado com a dublagem.

  • Veredito

Como um jogo como serviço, Marvel’s Avengers conta com uma ótima campanha e surpreende com a escolha de Kamala Kahn ser a protagonista e roubar a cena, mesmo em meio aos heróis mais poderosos da terra. Com a promessa de novos updates e conteúdo endgame, o jogo ganhará mais respiro e atrairá jogadores a voltarem para o Quinjet. O grande ponto é que mesmo com a indústria do cinema não estar tanto no hype dos heróis, sempre será um prazer vivenciar uma aventura.

A semente foi plantada e os Vingadores estabeleceram sua própria história nos games. O céu é o limite.

Marvels Avengers 11

Adquira Marvel’s Avengers por R$ 249,95 através da Microsoft Store.

*O jogo foi gentilmente cedido pela Square Enix para essa análise.

A semente foi plantada e os Vingadores estabeleceram sua própria história nos games. O céu é o limite.

8
Ótimo ponto de partida
  • História 9
  • Gráficos 7
  • Multiplayer 8
Se Inscrever
Notifique me
3 Comentários
Mais Votados
Mais Novos Mais Antigos
Inline Feedbacks
Ver todos comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitarLer Mais

3
0
Amamos sua participação, por favor comente!!!x
()
x