Luis Villegas, Engenheiro Líder da Bungie – [Arena Entrevista]

Durante a BGS, a equipe do Arena Xbox conversou com Luis Villegas, engenheiro líder da Bungie, desenvolvedora da franquia Destiny.

Luis Villegas esteve pela primeira vez no Brasil durante a BGS 2018, e a equipe do Arena Xbox não podia deixar a oportunidade de entrevistá-lo passar. Ele nos contou muita coisa sobre a última expansão do game, Renegados, e também sobre o futuro para a franquia.

Atenção: Spoilers abaixo!!

Arena Xbox (AX): Primeiramente, nós do time Arena Xbox gostaríamos de agradecer por ceder seu tempo conosco e parabenizar pelo excelente trabalho em Destiny 2, especialmente na expansão Renegados. Artimanha é o melhor modo de jogo que já teve até hoje! 

Destiny 2 é um jogo muito bonito, com detalhes gráficos riquíssimos. Quanto tempo o time levou para desenvolver a expansão Renegados? 

Luis Villegas: Antes de mais nada, obrigado por estarem aqui comigo, estou super animado de estar no Brasil, é minha primeira vez aqui. Estou adorando, adorando também a Brasil Game Show (BGS). 

Renegados esteve em desenvolvimento por aproximadamente um ano. Começou com a fase de definição do conceito, entre diferentes ideias, e do que queríamos de novo para o jogo. Nós tínhamos dois objetivos em Renegados: o primeiro era restabelecer Destiny 2 como um hobby e o segundo recapturar a imaginação dos jogadores. 

Então na fase da definição do conceito, nós pensamos em uma história com altos riscos (para os jogadores), onde o jogador estaria engajado emocionalmente com a trama. Então começamos a pensar “Por que não matamos um dos personagens principais?” E isso era uma proposta bastante assustadora, pois não sabíamos se os jogadores iriam receber isso bem ou não. Mas no final eles aceitaram bastante bem.

AX: Como fãs da franquia Destiny, vimos os dois jogos passarem por algumas mudanças que não agradaram a comunidade. Vimos também em Renegados que muita coisa foi modificada para o melhor. Existem planos para mais mudanças assim? 

Luis Villegas: Sim. Quando pensamos em Destiny, pensamos em um mundo vivo que está sempre em mudanças. Estou sempre dialogando com a comunidade para entender o que eles querem. 

Então a evolução de Destiny tem tudo a ver com esse pensamento criativo vindo do engajamento que temos com a comunidade. Por exemplo, eles (os jogadores) nos deram o feedback sobre a customização das armas, dizendo algo do tipo “Ei, queremos personalizar nossas armas de diversas maneiras”, e nós implementamos isso. 

Eles também disseram que “É sempre difícil de entender qual é o próximo passo que devemos seguir no jogo” e nós então mudamos o sistema de direção, para ser mais fácil de se locomover. 

Nós fizemos outras coisas inovadoras, graças ao engajamento que eles (comunidade) têm. Eles sempre ficam dizendo “Queremos mais, queremos novos patches de atualização”, então em Renegados criamos um novo modo de jogo, chamado Artimanha, que combina o melhor do PvP com o melhor do PvE, e com o seu time, tudo o que você fizer na arena tem impacto em seu adversário. Você pode até teletransportar, mudando a dinâmica dentro do jogo. 

Então, nós temos novos modos de jogo. Também temos a Cidade Onírica, conteúdo que é liberado após o final da expansão Renegados, onde os jogadores têm que viajar a um novo destino, que a cada semana seu conteúdo é alterado, e estamos sempre ouvindo o feedback para analisar o que podemos alterar, e quais são os pedidos da comunidade. 

Sempre temos novos conteúdos, mais Destiny para nossos jogadores. Nosso objetivo é que o jogador tenha algo para fazer no momento, e algo para fazer no futuro. Por exemplo, próxima semana vamos liberar o Festival dos Finados. O evento vem com uma atividade surpresa, chamada Haunted Forest, uma floresta que fica mais difícil cada vez que você se aprofunda nela. 

Então, baseado no feedback em constante diálogo com a comunidade, nós estamos ajustando o jogo.

AX: Para você, qual foi o desenvolvimento mais importante nessa nova DLC (Renegados)? 

Luis Villegas: Acredito que tenha sido a história. É uma história bastante emotiva. Eu jogo como Hunter (caçador), e ver o Cayde-6 morrer foi impactante para mim.  

Pensando em como entregamos a história, que é tão emotiva, sombria, uma história de vingança… foi bonito de ver ela sendo transformada de uma mera ideia até sua execução, e como ela foi bem aceita por todos.

AX: Qual foi o maior desafio no desenvolvimento de Renegados? 

Luis Villegas: Pessoalmente acredito que o maior desafio tenha sido em pensar como balancear nove super ataques. Renegados conta com nove novos super ataques, então os jogadores têm uma vasta variedade, e isso aumenta o número de combinações (nas classes) e como o jogo pode ser jogado, e isso foi muito difícil de equilibrar. Acredito que fizemos um bom trabalho. 

Sempre temos que pensar “Ei, se fizermos esse super dessa forma, como isso vai afetar os outros supers?” e isso para mim foi a parte mais difícil. 

AX: Matar um personagem tão carismático como o Cayde-6 foi uma decisão para atrair os antigos fãs ou simplesmente uma ideia boa de enredo? 

Luis Villegas: Nós queríamos fazer algo diferente, que atraísse tanto os jogadores hardcore quanto os casuais… e nós queríamos fazer algo sombrio e mais cativante. 

Então acredito que tenha sido para atrair tanto os jogadores de longa data da franquia quanto aqueles que pegaram o jogo e disseram “Opa, vamos ver o que acontece com esse personagem!”.

AX: Existe a possibilidade de Destiny fazer parte do e-sports em algum momento? 

Luis Villegas: Pensamos bastante sobre isso. No momento nossa preocupação é continuar evoluindo o universo Destiny, então não estamos tão focados no e-sports atualmente. 

Mas é uma possibilidade. Você pode ver que aos poucos adicionando elementos competitivos no jogo. Estou analisando os caminhos para que diferentes times possam competir entre si, para que apreciem esse nível de competitividade. 

AX: Quais são os planos futuros para Destiny? Além das DLCs programadas, teremos outras ou teremos um novo Destiny? 

Luis VillegasAtualmente estamos focados no Passe de Temporada Renegados, que trazem três novos conteúdos, que não são DLCs de fato, e sim apenas novos conteúdos que o jogador irá receber. O primeiro é Black Armory, o segundo Joker’s Wild e o último é Penumbra. Todos eles serão construídos com base nesse novo lado sombrio em Destiny, nos novos segredos do universo em Destiny. 

Você também continuará vendo novos conteúdos PvP sendo adicionados com uma certa frequência. Também iremos continuar balanceando e melhorando o jogo. Haverá mais eventos sazonais, como o Festival dos Finados. 

Nosso objetivo é que os jogadores sempre tenham conteúdos para serem explorados tanto de imediato quanto no futuro, e continuar evoluindo o Destiny para que ele seja um jogo sempre ativo.

AX: Achamos demais como vocês escutam a comunidade e estamos muito orgulhosos de ter entrevistado você. Obrigado pela oportunidade. 

Luis Villegas: Obrigado a vocês! Muito obrigado por terem me recebido. 

AX: Uma última… nós gostamos tanto de Destiny que temos um clã dentro do jogo, o Arena Xbox. Você poderia deixar uma mensagem para a Comunidade Arena Xbox? 

Luis Villegas: Que legal! Muito obrigado por jogarem Destiny, muito obrigado a todos os fãs no Brasil. 

A equipe do Arena Xbox agradece a disponibilidade de Luis Villegas em conversar conosco.

Se você quer saber um pouco mais sobre Destiny 2, confira a Análise do Arena.

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.