Você conhece o jogo Rage?

Conheça um pouco da história do antecessor e PROVÁVEL lançamento da Bethesda

 

Conforme imagens postadas no Twitter da Bethesda, provavelmente teremos o anuncio de Rage 2 ainda hoje! 

Com o iminente anúncio de Rage 2, quem não teve a oportunidade de jogar o primeiro título no querido Xbox 360 (o jogo também está na retrocompatiblidade), chegou a hora de conhecer um pouco desse mundo produzido pela Bethesda!

Rage é um jogo de tiro em primeira pessoa com elementos de corrida, oficialmente anunciado em Agosto de 2007 e lançado em Outubro de 2011, durante a QuakeCon.

No primeiro contato com o game, o jogador tem uma ideia de ser um encontro de Fallout com Borderlands. Mas esse conceito acaba se desfazendo durante a gameplay.

O jogo se passa em um cenário semelhante ao de filmes como Mad Max, O Livro de Eli e Eu sou a Lenda, onde no ano de 2029 o planeta Terra se prepara para ser atingido pelo asteroide Apophis e cria medidas para a raça humana sobreviver ao impacto, usando criogenia, programando o descongelamento para daqui a 106 anos após o impacto e possibilitando a vida no futuro.

O jogador controla o personagem que acorda numa região chamada Wasteland, saindo da Arca para tentar descobrir o que aconteceu com o resto da humanidade e o que eles estão tentando fazer para sobreviver. A região é cheia de mutantes e novas espécies que foram afetadas de alguma forma pelo asteroide e sobreviveram. E para viver nesse novo mundo, é necessário realizar missões, como proteger os acampamentos, fazer entrega de alimentos, participar de rachas e resgatar reféns.

A ambientação do jogo é repleta de detalhes como as montanhas e ambientes internos, como um bar dentro de um metrô abandonado. Sem dúvida, os gráficos são o ponto alto do jogo, que praticamente não possui CG, apenas no início e ao final do jogo.

Rage pode passar uma primeira impressão de ser um RPG, por ter missões principais e secundárias e poder possibilitar upgrade nas armas e armaduras, mas o conceito acaba quando, ao andar de carro pelo mapa indo de uma cidade para outra, além dos inimigos encontrados, só haverá torres para serem destruídas e fragmentos de meteoro para serem achados. Nada é ganho com isso, desestimulando a exploração e mostrando a linearidade do mapa.

O jogo como FPS (First Person Shooter) agrada bastante por ter hordas de inimigos para matar e uma boa variedade de armas, mas decepciona na história rasa e sem conteúdo.

Então vamos torcer para que Rage 2 seja realmente confirmado e que esteja mais polido que o primeiro!

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.