Graveyard Keeper – [Analise do Arena]

Gerenciar um cemitério nunca foi tão divertido!

Graveyard Keeper se trata de um jogo indie de gerenciamento de cemitério, singleplayer misturando aventura, RPG e simulação.

Desenvolvido pela LazyBearGames, e distribuído pela TinyBuild, Graveyard Keeper foi lançado dia 15 de agosto deste ano, mas… ele é só um jogo de gerenciamento de cemitério?

A resposta é não! Confesso que nunca imaginei que ficaria horas, horas, e mais horas em um jogo como esse! Você não é só um simples coveiro, você tambem é: agricultor, carpinteiro, pescador, minerador, missionário, construtor, escritor, pesquisador, quebra galhos e por ai vai. 

🎮 História

A história se passa em torno de um homem, jogado em uma aldeia sem nome, na idade média. Ele busca uma maneira de voltar para sua era e para sua amada. Você se encontra em um lugar que mais parece um sonho, onde está tudo escuro e aparece para você uma figura sinistra e encapuzada toda de preto, que apenas fala que você é o novo coveiro e pede para que você procure por Garry, um crânio falante, viciado em álcool, que sofre de amnésia. E é ele quem vai te ajudar daqui para frente, na tentativa de voltar para sua amada.

🎮 Algumas de suas profissões

Existem muitas profissões dentro de Graveyard Keeper. As abordadas abaixo são somente algumas delas, talvez as mais importantes. Não deixa as outras profissões ficarem de fora em seu jogo, afinal você precisará de todo recurso e conhecimento para se dar bem e não faltar nem falhar em nada.

✓ Coveiro

Este é seu trabalho inicial e é bem simples. Um Burro falante (sim um Burro falante) diariamente irá trazer cadáveres para você. Você é também o cirurgião que irá embalsamar os corpos, tirar a carne, levar o corpo para o cemitério, preparar a cova para enterrar o corpo e, ainda, enfeitar os túmulos. Mas não é apenas isso – com o progresso do jogo você aprenderá mais sobre cirurgia e tem que deixar os corpos em perfeito estado para sepulta-los, pois isso irá melhorar o valor do seu cemitério. Isso e muito mais, você só aprenderá com o decorrer do jogo.

✓ Missionário

Aqui você vai conhecer um bispo, inicialmente, ele vai te pedir para cuidar melhor do cemitério, já que você é o mais novo coveiro e assim que você atingir o valor necessário, ele abrirá a igreja, e com isso você espalhará a palavra para o povo. É, sem dúvidas, aqui que você irá fazer a maior parte de sua riqueza dentro do jogo, mas repito: tudo no jogo vai depender do seu progresso, e conforme o tempo passa, você aprende novas coisas para melhorar todo seu conhecimento.

 Açougueiro

É uma das coisas mais nojentas e umas das que mais ri no jogo! Lembra que disse que você precisa retirar a carne boa dos corpos? Pois bem, a carne retirada dos corpos é para se alimentar ou vender na aldeia. Só que não é tão simples assim vender… você precisará de um carimbo, nada barato, que apenas pode ser adquirido, com moedas ou quem sabe, com algum fora da lei.

✓ Lenhador/Minerador

Talvez, aqui seja onde você passará a maior parte do seu tempo, afinal é de madeira, pedras e metais que você mais precisará em sua jornada. Esses materiais são necessários para criar tudo dentro do jogo, desde bancos para sua igreja, até criação de fornalha para fabricação de metais.

✓ Carpinteiro/Ferreiro

Lógico que além de minerar e derrubar árvores, também é preciso saber o básico para montar um baú e até fabricar uma espada. Realmente são muitas coisas que podem ser criadas dentro do jogo.

🎮 O RPG dentro de graveyard keeper

O jogo possui algumas batalhas, mais precisamente a noite que é quando algumas criaturas surgem. Mas não é nada que não possa ser resolvido com sua espada. O inimigo tem, praticamente, o mesmo padrão de ataque, mudando apenas o dano que você leva e as animações, nada difícil de aprender.

E por se tratar de um RPG, não poderia faltar os pontos para desbloquear habilidades em sua árvore de talentos. Para o desbloqueio, é preciso de pontos VERMELHOS, VERDES e AZUIS (os azuis são os mais difíceis e demorados de se conseguir). Para ganhar esses pontos, você não precisa subir de nível de personagem, nem nada do tipo – você adquire esses pontos com trabalhos dentro do jogo, cortando lenha, minerando, cavando, pesquisando, dentre outras coisas. Com eles você aprenderá desde manusear melhor um corpo, até a criação de fornalhas.

No jogo há um “calabouço” de quinze andares, com uma variedade maior de inimigos e você vai precisar (e muito) de espadas e armaduras melhores. A partir do quinto andar, por mais que seja fácil decorar o padrão de ataque dos inimigos, ainda assim é preciso ter cuidado, pois eles os inimigos vêm em grupo para cima de você. Em alguns andares.  Tem algumas estantes vazias, que podem ser usadas como baús. Caso você esteja com muitos itens e não consiga carregar todos você deseja, coloque-os nas estantes e após acabar com todos os inimigos do andar, você pode retornar a ele sem lutar novamente com os inimigos.

🎮 Gráficos

Aqui não tem muito o que falar. Os gráficos do jogo lembram muitos jogos indies que estão saindo hoje em dia e jogos de décadas passadas, já que são gráficos no estilo Pixel Art, bem colorido e bonitinho.

🎮 Trilha e Efeitos Sonoros

Aqui depois de algumas horas, ou quem sabe dias, comece a te deixar enjoado por ser muito repetitivo. Talvez seja pelo fato da nostalgia, já que jogos mais antigos também eram assim, a os sons são sempre os mesmos. Mas em Graveyard Keeper, talvez enjoe um pouco mais, por se tratar de um jogo que você vai dedicar muitas horas.
As falas dos personagens está totalmente com seus textos em português, mas os personagens não falam apenas saem uns sons deles enquanto estão em diálogo.

🎮 Bugs

Notei poucos bugs, nada que atrapalhe sua jogatina. E os bugs que aconteceram, foram apenas uma vez cada um deles. Como por exemplo, seu personagem começar a patinar enquanto caminha, até para passar por uma porta ficava difícil, já que quando você ia para frente dela, seu personagem saia deslizando dois a três quadros a mais. Outro que notei foi dentro do calabouço, no quinto andar, o jogo travou muito, a ponto de me fazer reiniciar.

🎮 Conquistas

Se você está pensando em jogar Graveyard Keeper, achando que vai conseguir suas conquistas de maneira fácil, DESISTA! Para algumas conquistas é preciso farmar pontos e, realmente, é muito demorado. Estou com aproximadamente 50 horas de jogo e ainda não consegui debloquear muitas conquistas. Eu estou explorando o jogo ao máximo, porém, se focar um pouco mais nas conquistas, pode ser que você consiga algumas mais rápido.

🎮 Considerações finais

Graveyard Keeper é um jogo divertido, que fará você investir mais de 50 horas facilmente, sem deixar de ser sem graça! Pode ser que depois de alguns dias jogando apenas ele, você acabe querendo pular logo para o final do jogo, mas vai ser bem difícil, por que você precisa fazer favores dentro do jogo, e para fazer esses favores, terá que saber onde conseguir todos os recursos do jogo. As conquistas são bem demoradas, as batalhas são bem legais, mas somente vale a pena dentro do calabouço. O jogo não te proporciona viagens rápidas e fica chato se locomover da sua casa para aldeia e, até mesmo, e para buscar recursos dentro das florestas.

Se ficou interessado e pretende dar uma chance para Graveyard Keeper, ele pode ser adquirido pela Microsoft Store ou assinando o Xbox Game Pass.
8.3
Divertido na medida certa!

Análise do Arena

Confesso que nunca imaginei que ficaria horas, horas, e mais horas em um jogo como esse! Estou com mais de 50 horas de jogo, ainda não consegui finaliza-lo e ele não perdeu a graça!

  • Gráfico 80%
  • Trilha e efeitos Sonoros 70%
  • Entreterimento 100%

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Carregando a Treta...