Game Engine, qual a real diferença. [Coluna da Level Up Academy #1]

Game Engine? Quais existem? Antes de mais nada, melhor explicar o que são, certo?

Para quem não conhece ou nunca ouviu esse nome, Game Engine também conhecidos como motores de jogo ou motores gráficos, consistem em um programa de computador ou um conjunto de bibliotecas capazes de construir os elementos de maneira mais simples e intuitiva e sem precisar que a criação tenha que ser feita totalmente do zero.

Este pacote é normalmente utilizado na modelagem de games 2D e 3D, além de trazer animações e sons padronizados, e que nada impede que o desenvolvedor construa os seus. A ideia da Game Engine é de facilitar e agilizar o processo de construção do jogo.

Algumas das facilidades de Game Engines são: motor gráfico que renderiza gráficos em 2D e 3D, motor de física para detectar colisões, fazer animações e efeitos visuais, além de sons, inteligência artificial, gerenciamento de arquivos e a programação.

Vale a pena ressaltar que temos Game Engines abertas com versões para todo o público e outras que somente as empresas que as desenvolveram utilizam.

Mas vamos citar hoje algumas Game Engines. (Lembrando que essa análise é feita por um gamer que estuda desenvolvimento de jogos!)

Unity Game Engine

Unity

A Unity se tornou uma das Game Engines mais populares entre desenvolvedores independentes após seus criadores terem liberado uma edição gratuita. Esta versão possui algumas limitações, mas nada que afete ou atrapalhe qualquer desenvolvedor.

Alguns games recentes feitos com essa Engine são: Pokemon Go, Mario Run, Inside, Endless Space 2, Cup head, Recore e Ori and the Blind Forest (Os últimos 3 exclusivos excelentes da Microsoft), e outros mais. (Poderia ficar aqui falando o dia todo.)

Para aqueles que desejam mais, eles tem um excelente canal no Youtube (https://www.youtube.com/user/Unity3D), mas esse vídeo deve ser visto (https://www.youtube.com/watch?v=8lWpnvNxs8k&t=4s).

A Unity hoje permite criar games para qualquer plataforma, isso mesmo, QUALQUER! Vamos lista-las: smartphones, tablets, consoles (Xbox 360, Xbox One, Playstation 3, Playstation 4, Nintendo 3DS, WiiU, e Nintendo Switch), browsers e PCs.

Ela funciona no Windows, Mac OS e Linux, facilitando muito sua aceitação.

A Engine tem uma versão paga chamada de Professional Edition, que custa US$75 por mês e pode ser testada por 30 dias. A outra opção é a Personal Edition que é gratuita. Essa possui menos recursos e pode ser utilizada por desenvolvedores independentes. A ferramenta ainda possui ofertas e descontos especiais para empresas e instituições educacionais.

O mais interessante nessa ferramenta é a facilidade e é por isso que ela é mais usada para o aprendizado. Além disso ela possui uma loja de Assets onde o desenvolvedor pode adquirir componentes prontos, pagos ou grátis, para usar no seu jogo.

Recentemente a Unity tem apostado muito na ferramente de VR, além de estar sempre apostando em novas tecnologias, como por exemplo o Unity Teams, um versionador próprio onde os desenvolvedores podem compartilhar e trabalhar com o código salvo num servidor Web.

Na unity o desenvolvimento pode ser feito utilizando C# (linguagem oficial da Microsoft) e JavaScript.

Outro ponto forte da Unity é a importação de arquivos. Ela importa em vários formatos, tanto 2D quanto 3D. Tipos de arquivos aceitos são:

  • Blender: .blend;
  • Autodesk 3DS Max: .max;
  • Autodesk Maya: .mb or .ma;
  • Maxon CINEMA 4D: .c4d;
  • Cheetah3D: .jas;
  • Luxology Modo 3D: .lxo – a partir do modo 501;
  • NewTek LightWave: é necessário exportar para .fbx utilizando o plugin para exportar para fbx do LightWave.

Ela também lê arquivos .FBX, .dae, .3DS, .dxf, .obj e também aceita o .collada. Para arquivos de textura (arquivos 2D) ela aceita os formatos: PSD, TIFF, JPG, TGA, PNG, GIF, BMP, IFF, PICT.

Seus diferenciais hoje são portabilidade e uma comunidade gigantesca de desenvolvedores o que acaba trazendo boas novidades para o mercado.

Para mais informações: https://unity3d.com/pt

Unreal Game Engine

Unreal

A Unreal Engine foi desenvolvida pela Epic Games e foi utilizada pela primeira vez para produzir um game de tiro, o Unreal Tornament.

Ela está por trás de grandes franquias como Mortal Kombat, Batman, Borderlands, Tekken, Gears of War. Atualmente temos o Sea of Thieves, e Crackdown 3 como grandes apostas.

O núcleo da Engine foi escrito na linguagem C++, o que possibilita uma boa portabilidade para diversas plataformas, entre elas consoles e sistemas operacionais.

Visando uma melhora no desenvolvimento, a Unreal está desenvolvendo um sistema de Script Visual o chamado Blueprints Visual Scripting. Ele é um sistema completo de scripts de jogabilidade baseado no conceito de usar uma interface em nós, ou caixinhas, para criar elementos de jogabilidade dentro da Unreal, sem a total necessidade de codificação. Funciona basicamente como um fluxograma.

Hoje o maior diferencial da Unreal é o seu motor gráfico, um dos mais potentes do mercado. O único problema são seus requisitos operacionais, que exigem mais de um computador. É recomendável um computador com muita memória, um bom processador e sim uma boa placa de vídeo. Seus destaques estão na luz e pós-processamento fotorrealistas, suporte a multiplayer, VR de alto desempenho a 90 FPS, editor completo em VR, além da excelente texturização que impressiona cada vez mais nos gráficos.

Ela também possui uma versão gratuita voltada para desenvolvimento indie, mas geralmente ela é mais usada por grandes empresas. Sua versão paga custa 19 dólares por mês e mais uma taxa de 5% com base na receita bruta do uso.

Seu marketplace para venda de componentes prontos é todo pago, o que também dificulta muito a sua aceitação para novos desenvolvedores.

Para mais informações: https://www.unrealengine.com/

Construct 2 Game Engine

Construct 2

Criada pela empresa Scirra e lançada em 2007, a Construct 2 permite a criação de jogos digitais multiplataforma em 2D baseados em HTML 5. Os games feitos nela podem funcionar em smartphones, tablets, computadores, navegadores e até o console Wii U.

Uma das maiores vantagens oferecidas é que ela pode ser perfeitamente usada por pessoas que não sabem programar.

Títulos desenvolvidos na Construct 2 são: Ariscape,  CoinOp Story e Hungry Hal.

Para saber mais: https://www.scirra.com/construct2

 

Propaganda

Game Maker Game Engine

GameMaker

A GameMaker Studio, anteriormente conhecido como Animo, e depois Game Maker, é um motor de jogo proprietário, desenvolvido pela YoYo Games. O motor tem suporte a uma linguagem de script, chamada GML.

Ela é a ferramenta mais indicada para iniciantes no desenvolvimento de jogos. Não é preciso saber programar e nem mesmo entender muito sobre a área de games para iniciar um projeto.

A engine vem com tudo o que você precisa, como fontes, texturas, sons e músicas.  Além disso, ela permite exportar os games para diversas lojas, como a Steam, Google Play, iOS App Store, Windows Store e Mac Store.

A YoYo Games possui um maketplace onde existem vários componentes prontos, desde gratuitos até pagos.

Jogos desenvolvidos nessa plataforma são: Spelunky, Crashlands e Dragon Rage.

Possui diferentes versões, desde a gratuita até versões pagas, começando com 99 dólares/ano e chegando até a incríveis 1500 dólares/ano.

Para mais informações: https://www.yoyogames.com/gamemaker

RPG Maker Game Engine

RPG Maker

RPG Maker é uma série de Game Engines para desenvolvimento de RPGs eletrônicos, criada pela empresa ASCII e, atualmente desenvolvida pela Enterbrain.

Muitos iniciantes optam pela RPG Maker devido a facilidade e rapidez que ela oferece na criação de um jogo. E apesar de parecer uma ferramenta simples, a Game Engine está por trás de sucessos do mundo do RPG como Final Fantasy, Chrono Trigger, Dragon Quest e Pokemon.

Existem diversas versões dessa Engine. A mais nova delas, chamada RPG Maker MV, é capaz de exportar games para Windows, Mac OS X, Android, iOS e HTML 5.

Sua versão está custando algo em torno e 136 reais na Steam.

Para saber mais: http://www.rpgmakerweb.com/

CryEngine Game Engine

Cryengine

Cryengine é uma Game Engine projetado pela desenvolvedora de jogos alemã Crytek. Ela foi usada em todos os seus títulos inicialmente no game Far Cry.

Também foi usado para muitos jogos de terceiros sob o esquema de licenciamento da Crytek, incluindo Sniper: Ghost Warrior 2 e SNOW.

Warhorse Studios usa uma versão modificada do motor para RPG Kingdom medieval Come: Deliverance. A Ubisoft mantém uma versão interna, fortemente modificada, do CryEngine, do original Far Cry chamado Dunia Engine, que é usado em suas últimas iterações da série Far Cry.

Em abril de 2015, a CryEngine foi licenciada para a Amazon por um valor de US $ 50-70 milhões. Consequentemente, em fevereiro de 2016, a Amazon lançou sua própria versão retraída e estendida do CryEngine sob o nome de Amazon Lumberyard Cryengine. Esta versão é de longe o melhor motor gráfico para se fazer natureza, testada no jogo Ryse: Son of Rome de Xbox One.

Outros pontos de destaque nessa Game Engine são, a composição de luz, sombras, editor de material próprio, dando mais destaque para os efeitos com água e na profundidade que o game pode chegar.

Ela possui código aberto, e qualquer um pode baixá-la no GitHub. Isso caracteriza como uma Engine completamente grátis, sem qualquer custo. Sua versão pode ser adquirida no site da Steam.

Para saber mais: https://www.cryengine.com/

 

Frostbite 3 Game Engine

Frostbite

O Frostbite Engine é uma Game Engine desenvolvido pela EA Digital Illusions CE, criadora da série Battlefield.

E foi essa última engine que balançou as estruturas do mercado de jogos de futebol, quando aconteceu o anúncio oficial de que a EA faria o FIFA 17 rodar com a terceira geração do motor gráfico Frostbite, o mesmo de Battlefield 4 (2013), Star Wars Battlefront (2015) e Plants vs Zombies: Garden Warfare (2016).

Esse anúncio mexeu com mercado gamer e não é para menos, trata-se de da Game Engine mais avançada em termos de realismo e interação de elementos dos cenários de jogo como por exemplo o movimento de ondas e o destaque para a relação física entre o vento e folhas.

Outra característica é a presença de um sistema de destruição avançado, chamado Levolution que garante a modificação permanente de objetos do ambiente e influencia diretamente o rendimento dos jogadores em eventos multiplayer.

Atualmente a Frostbite é a Game Engine com a melhor palheta de cores, e além disso sua captação de movimentos é tão precisa que consegue tornar a experiência de um game mais próxima da realidade.

Infelizmente essa tecnologia não é open source, sendo assim não pode ser utilizada fora dos domínios da EA. Nem para empresas parceiras ela é disponibilizada.

Para saber mais: https://www.ea.com/frostbite

Luminous Engine Game Engine

Luminous Engine

A Luminous Engine é uma Game Engine propriedade da Square Enix e de acordo com eles, não haverá licenciamento dela, ou seja, apenas jogos da própria Square.

Serão desenvolvidos jogos como Hitman, Final Fantasy, Tomb Raider, Sleeping Dogs.

Seus pontos fortes são seus gráficos e renderização em tempo real, sistemas de sombras e efeitos de luz dinâmicos como partículas, texturas em 8K, além dos efeitos realistas em cabelos e na renderização de pele. Estes exemplos podemos notar no Final Fantasy XV.

Fox Engine Game Engine

Fox Engine

A Fox Engine foi criada pela Kojima Productions, um estúdio presidido pelo mestre Hideo Kojima.

A Game Engine tem o nome de FOX, uma unidade militar de ficção da série Metal Gear, onde também é um reflexo das próprias produções da Kojima, que basearam seu logotipo da empresa no emblema da raposa da FOX.

O motor torna possível a Kojima Productions desenvolver jogos multiplataforma com um tempo de desenvolvimento significativamente reduzido e foi descrito como o primeiro passo para que o desenvolvedor se afaste do desenvolvimento de uma única plataforma.

Outro ponto marcante desta ferramenta é o fotorrealismo, principal característica desta Game Engine.

O Game PT estava sendo desenvolvido nesta plataforma. Outros games desenvolvidos com ela são da série PES – Pro Evolution Soccer e Metal Gear.


Panta Rei Game Engine

Panta Rhei

Criada pela Capcom esta Game Engine foi desenvolvida para a nova geração substituindo a MT Framework que era usada até então pela empresa.

O objetivo específico do projeto para o novo motor incluiu aumentos na eficiência do fluxo de trabalho, reduzindo o tempo de iteração para modificações no gameplay e no design do jogo.

O mecanismo introduziu modelagem física aprimorada de fluidos e ênfase na renderização de iluminação. A linguagem utilizada é a C# da Microsoft.

O primeiro jogo que está sendo construído nele é Deep Down, um RPG Online que é exclusivo para Playstation 4 e Free to Play.

As técnicas gráficas usadas na demonstração Deep Down incluíam tecelagem com renderização diferida implementando fontes de luz dinâmicas, ou seja, em tempo real. Além disso foram incluídos reflexos de luz difusa. Essas características toram este motor gráfico um dos melhores em iluminação do mercado atual. Vale ressaltar também um destaque para simulações de fogo e fumaça no motor Panta Rhei.

Red Engine 3 Game Engine

REDengine 3

Desenvolvido pela CD Projekt Red, um estúdio polonês responsável pela adaptação dos livros para os games de The Witcher e que está trabalhando em um novo RPG chamado Cyberpunk 2077 que é baseado em um RPG de mesa bem antigo.

Ela foi usada pela primeira vez em The Witcher 2: Assassins of Kings. Foi projetada exclusivamente para PCs, e também funciona em PlayStation 4 e Xbox One.

Através da Level.Up Academy

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.