Entrevista com Rod Fergusson, o Gears Boss – [Arena Entrevista]

Entrevistamos o Rod Fergusson, chefe da The Coalition, estúdio responsável por Gears of War.

Durante a BGS, nós da equipe do Arena Xbox tivemos a ilustre oportunidade de entrevistar o incrível Rod Fergusson, o chefão no estúdio The Coalition, criador da franquia Gears of War.

O papo foi bastante legal. Rod nos contou vários detalhes sobre o mundo competitivo, os novos títulos e sobre uma iteração da franquia fora do mundo dos jogos!! E também conseguimos tietar bastante!

 

Então confere aí que a entrevista ficou super bacana.

Arena Xbox (AX): Rod, primeiramente obrigado por nos ceder seu tempo e parabéns por ter recebido ontem o Lifetime Achievement Award, esse é o maior prêmio que alguém pode receber aqui na BGS.

Rod Fergusson: Obrigado pelo Lifetime Achievement Award, significa muito para mim. Estou muito animado, orgulhoso e honrado por isso.

AX: Há mais ou menos um ano Gears of War 4 recebeu um servidor dedicado para o Brasil, o que agradou e muito a comunidade brasileira. Entretanto, algumas dificuldades apareceram para buscar partidas ranqueadas. Já ficamos mais de uma hora na fila e não encontramos partida. Há planos para diminuir o tempo de espera na busca por partidas rankeadas?

Rod Fergusson: Sim, estamos obviamente de olho nisso. Os fãs brasileiros e sul-americanos são bastante importantes para nós em Gears of War… estamos cientes dos problemas e trabalhando em como podemos melhorar isso para o futuro.

AX: Quais são os desafios para manter Gears of War 4 no centro das atenções dos e-sports?

Rod Fergusson: Eu sinto que nós estamos tendo sucesso lá (cenário do e-sports). Se você voltar algumas semanas atrás, em San Diego (Califórnia) tivemos o nosso maior e melhor evento nos Estados Unidos… e ter esse sucesso depois de dois anos do lançamento do jogo nos deixa muito felizes.

Acredito que agora, enquanto estamos finalizando o e-sports em Gears of War 4 para começar em Gears of War 5, […] a meta é continuar com o alto nível competitivo que […]. Mas no fim das contas, acreditamos que Gears terá sucesso se for “assistível”. Precisa ser algo que as pessoas queiram assistir, e é isso que vamos continuar aperfeiçoando.

AX: O competitivo do Gears of War 4, o Gears Pro Circuit, está presente em alguns continentes. Existem planos para trazer algo semelhante ou até mesmo o Pro Circuit para o Brasil ou para América do Sul?

Rod Fergusson: Estamos testando. Temos um evento que está acontecendo neste final de semana (da BGS 2018), com 64 times da América do Sul jogando online. Chegamos aos quatro finalistas, dois colombianos e dois brasileiros, que estarão disputando a final do torneio que tem premiação total de US$ 10,000 (dez mil dólares).

É o nosso primeiro (torneio voltado à América Latina) e vamos aprender com ele, para ver o que podemos fazer no futuro. Estamos interessados em ver a qualidade da competição. Queremos promover o e-sports onde quer que exista fãs do Gears, e estamos tentando achar a solução para isso.

AX: Existe alguma possibilidade de tornar Gears of War unicamente multiplayer para ter mais força na área do e-sports?

Rod Fergusson: Eu não acredito que tornar Gears of War unicamente multiplayer mudaria sua confiabilidade no e-sports. Nós temos os modos Versus e Escalada, sendo o último nosso modo competitivo.

Acredito que temos os ingredientes certos para um bom e-sports, e creio que iremos além, com melhores maneiras para assistir, para comentar […] e continuar fazendo com que comunidade e-sports (do Gears) cresça.

AX: Em Gears 4, conhecemos Kait Diaz, com uma personalidade forte e bastante carismática, e ela agradou os fãs da franquia. Existem planos para explorar o passado dela ou do seu grupo de forasteiros que decidiram viver longe da COG? Assim como aconteceu com os livros de Gears of War: The Slab e Gears of War: Coalition’s End?

Rod Fergusson: A história em Gears of War 4 foi de fato a história da Kait, tentando salvar sua mãe. Nós percebemos que levando essa história mais a fundo no Gears of War 5, teria mais impacto se vista na perspectiva dela, com o jogador controlando Kait Diaz.

A história está dividida em duas partes no Gears 5. A primeira se concentra em trazer a guerra de volta para Sera, ou seja, um verdadeiro Gears of War, com grandes batalhas.

Kait Diaz

É também uma história bastante pessoal da Kait, que quer descobrir as ligações de sua família com os Locust, e o que o amuleto significa.

Então acho que você terá os dois lados da história: uma história repleta de guerra mas também uma história mais pessoal e significativa para Kait.

AX: Como foi a decisão sobre Marcus Fenix não ser o personagem principal em Gears 4? No geral, ele ficar em segundo plano agradou os jogadores?

Rod Fergusson: Nós sentimos que para modernizar a franquia precisaríamos trazer novos personagens. Marcus na primeira trilogia tem seus 40 e poucos anos […], e suas experiências na guerra não mudaram quem ele realmente é.

Então nós decidimos entrar na nova geração, com o seu filho, o que permitiu que os personagens tivessem suas personalidades moldadas a partir das suas experiências vividas.

Parte do motivo (da mudança de personagem principal) foi porque nós queríamos modernizar e trazer personagens que pudessem mudar a partir de sua trilha de vida. Você pode perceber que no trailer de Gears 5 JD já está diferente […].

JD (no meio) em Gears 5

AX: Qual seu Gears of War e qual seu personagem predileto?

Rod Fergusson: Gears of War favorito? (risos) Acho que todos são os meus favoritos. É como escolher entre seus filhos, você não pode escolher só um.

Gears 1 é especial porque foi o primeiro e foi muito difícil de fazer. Gears 4 também foi especial porque foi o primeiro com o novo time e o novo estúdio. Então…são todos muito especiais para mim.

Todos os personagens são importantes para mim também. Quando eu jogo Horda, eu costumo jogar com Dizzy, ele tende a ser o meu favorito. Eu trabalhei com o elenco, gravando as vozes dos personagens com eles, todo o trabalho de direção, e por isso eu criei um elo de ligação com todos. Não só os personagens, mas também com os atores.

Dizzy

AX: Se você fosse diretor de cinema, qual Gears seria escolhido para ser filme? Ou faria uma história inédita?

Rod Fergusson: Então, isso é mais ou menos o que estamos trabalhando agora. Estamos trabalhando em um filme.

Acho que tentar contar uma história em um filme, recontar a história de um jogo, não é a melhor maneira… você procura outras coisas para contar uma história.

Acontece a mesma coisa com os livros. Nós nunca fizemos um livro recontando a história de um jogo, porque queremos contar novas histórias. Acho que para um filme não seria a melhor opção recontar um jogo.

AX: Vocês já têm em mente alguma data para o filme?

Rod Fergusson: Não, não. Estamos nas primeiras fases de produção. Filmes podem ter tempo de produção variados. Estamos trabalhando duro nisso mas não tenho nenhuma data.

AX: O que você pode falar para a comunidade sobre os novos títulos de Gears que serão lançados?

Rod Fergusson: Na E3 2018 nós anunciamos três jogos. A Microsoft está triplicando a franquia Gears of War em três novos gêneros e em três plataformas diferentes.

Gears POP! é um jogo mobile, em parceria com a Funko, devido aos seus bonecos. Vai ser um título mais acessível, baseado no que as pessoas já estão acostumadas em (jogos) mobile. Será uma experiência bastante autêntica e significativa, mas ainda sim um verdadeiro Gears of War.

Gears Tactics é o nosso título para PC. É um jogo de estratégia baseado em turnos. Ele é muito interessante, pois quando você coloca Gears em um jogo de estratégia baseado em turnos, a importância de um cover, a importância de um esquadrão, de flanquear, são a mais pura essência de Gears of War […].

No fim das contas, tudo isso é sobre encontrar formas de levar Gears para novos jogadores. Por anos, tentamos trazer as pessoas para o console, mas o mobile é o mercado que mais cresce no mundo dos jogos atualmente, e nós gostaríamos de ter uma experiência real em mobile. O mesmo se aplica para os PCs.

Então nós queríamos ter três jogos em três plataformas, e que esses jogos tivessem uma importância para suas respectivas plataformas.

AX: Gostaria que você mandasse uma mensagem especial para a comunidade Arena Xbox, que é um site voltado exclusivamente para Xbox e tem fãs muito apaixonados pela sua franquia.

Rod Fergusson: Oi! Sou Rod Fergusson, chefe da The Coalition, que produz Gears of War.

Estou aqui em minha primeira BGS. Você, os fãs e a comunidade me trouxeram aqui com a hashtag #RodInBrazil e estou muito animado de finalmente estar aqui, de conhecer e conversar com todo mundo, de ouvir as suas experiências.

É muito especial se encontrar com os fãs, ver sua paixão e amor por Gears. Espero ver vocês em breve.

Nos encontramos on-line!

 

A equipe do Arena Xbox agradece imensamente ao Rod por ter disponibilizado seu tempo para falar conosco!

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.