Crackdown 3 – [Análise Do Arena]

Longshot está de volta para mais uma jornada!

Crackdown 3 é um jogo de ação-aventura de tiro em terceira pessoa, com estilo de sandbox, desenvolvido pelo Xbox Game Studios, e será lançado em 15 de fevereiro. Confira o trailer abaixo:

  • Campanha/História

Crackdown 3 vai nos levar a 10 anos após Crackdown 2, numa pequena cidade chamada New Providence, onde iremos ter de recuperar o poder da nova organização terrorista, denominada Terra Nova. A medida que jogamos, iremos ter que conquistar pontos chaves para poder aumentar nossa capacidade de “skills” para poder enfrentar os chefes da organização.

Começamos o jogo escolhendo o nosso agente. O famoso Terry Crews (Jaxon), Zaya, Forgey entre outros, que poderão ser desbloqueados no decorrer do jogo.

A Gangue está dividida por três facções: Logística: tecnológica e Robôs, Industrial: Químicos, Segurança: Guardas com armaduras e Tanques, cada uma com seu líder. E para podermos ter nível suficiente para enfrentar a líder máxima, teremos de destruir todas as facções e seus líderes.

A escolha de armas e a evolução das skills são bastante importantes, pois cada vez que nos aproximamos da chefe de Terra Nova, Niemand, teremos que derrotar os chefes de todas as facções e realizar a maioria das missões secundárias. Em algumas, iremos precisar de níveis altos de salto, que só podemos ter upgrade desta habilidade encontrado os pontos verdes pela cidade.

Sempre será possível mudar a dificuldade pelo mapa, caso sinta que o desafio esteja muito difícil. Existem 50 pontos de “respawn”, onde ele irá ajudar a recuperar armas/munição e carros. Estes pontos serão importantes para te aproximar dos objetivos da cidade.

Quando encontrar os chefes das gangues, poderá ver pelo mapa a probabilidade da sua vulnerabilidade e se está pronto para enfrentá-los. Mais de 50% irá te dar um grande desafio, e mais oportunidade de skill irá ser conquistada.

Propaganda

  • Jogabilidade

O jogo conta com uma jogabilidade excelente, adição de combos como Super Punch e Super Hero Landing torna o jogo mais “striker”. A condução de veículos é no estilo “arcade”, ajudando bastante para as corridas e muito boa para as deslocações, sem termos problemas em desviar e fazer alguns “drifts” naquelas curvas mais apertadas.T

  • Trilha sonora

O jogo não conta com uma soundtrack, porém, a adição de buzina nos carros acaba por ser uma adição de valor. O som das explosões, tiros e laser são excelentes, assim como a originalidade das vozes dos atores.G

  • Gráficos

Crackdown 3 conta com um gráfico cartunesco, porém, alguns detalhes foram esquecidos. O nível de gráfico poderia contar com um melhor acabamento. No entanto, podemos ver o potencial que o gráfico do jogo poderia ter tido através das suas “cutscenes”.

  • Considerações finais

Crackdown 3 traz um bom ambiente de entretenimento e explosões, mas durante a análise, aconteceram algumas quebras de frames nos momentos mais intensos. Mas como o game ainda será lançado, a correção será feita.

A jogabilidade, sem dúvida que deu outro valor ao jogo, e o seu nível de dificuldade traz um bom desafio para os fãs mais competitivos.

A campanha pode se tornar leviana, por não ser linear e básica na forma como é jogada. Fazendo com que o modo “wrecking zone” se destaque e seja o grande chamariz de Crackdown 3.

6.8
Bom
  • História 6
  • Jogabilidade 8
  • Trilha sonora / Sound FX / Vozes de atuação 6
  • Gráfico 6
  • Diversão 8

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.