Por que nunca joguei State of Decay 1? [Coluna do Carneiro Play TV #1]

Eu gosto de muitos estilos de games. Mas algo que prende muito a minha atenção, é quando o jogo se passa em um mundo todo destruído, com poucos recursos, aonde é necessário ter bastante exploração para você ter a mínima chance de sobreviver.

Esse tipo de ambientação me faz ficar totalmente imersivo naquele jogo! O resultado são horas e horas de exploração, sem pressa para terminar.

Foi exatamente o que aconteceu quando eu joguei Fallout 3 pela primeira vez. Foi simplesmente incrível.

E jogos com zumbis? Ahhhh, eu também gosto muito, principalmente quando o jogo te coloca em situações com poucos recursos, e você fica com aquela permanente sensação de perigo.

Agora que vocês já sabem que eu gosto desse estilo de games, como eu posso explicar que nunca joguei State of Decay 1?

State of Decay 1 foi lançado em 05 de junho de 2013 para o Xbox Live Arcade. Nunca joguei, nunca tive interesse de comprar. State of Decay 1: Year One Survival Edition foi lançado em 28 de abril de 2015 para Xbox One e PC. Essa versão conta com gráficos melhores, maior resolução, e todo o conteúdo já lançado (DLCs), ou seja, é a edição definitiva para ser aproveitada no Hardware do Xbox One ou PC.

Confesso que tive vontade de jogar, mas mesmo depois de inúmeras promoções semanais na Xbox Live, fiquei sem adquirir esse título. Parando para pensar a respeito disso, acredito que a culpa foi o meu backlog enorme de jogos (títulos que comprei e ainda não tive oportunidade de jogar), falta de tempo, e até mesmo a nota que diversos sites deram para o game (média 7), aonde reclamavam muito dos gráficos simples e constantes bugs.

É provável que todos esses elementos que acabei de mencionar, fizeram eu deixar de lado esse título.

Depois de alguns anos, finalmente temos o lançamento de State of Decay 2 (para Xbox One e PC).  Quando eu vi a informação oficial no início de 2018, dizendo que o jogo suportaria 4 Players ao mesmo tempo (Coop), eu fiquei MUITO interessado.

Mundo cheio de Zumbis, poucos recursos, jogando com mais 3 amigos (e se comunicando em tempo real).  Isso definitivamente deve ser incrível.

Finalmente cheguei na conclusão que eu queria jogar State of Decay 2 no lançamento, e ao mesmo tempo eu precisava ao menos conhecer um pouco do State of Decay 1.

Com a ajuda do serviço Xbox Game Pass, foi muito fácil instalar e aproveitar o State of Decay 1.  Depois de 15h de Gameplay, eu volto aqui e pergunto novamente: Porque eu NUNCA joguei State of Decay 1?  Como isso foi possível?

Eu ADOREI o jogo. Mesmo sabendo que o game não é perfeito (bugs, algumas travadas, etc) a experiência final é muito gratificante. Você tem que criar a sua base, pensar na melhor estratégia para fazer isso. Gerenciamento de recursos (comida, munição), verificar constantemente o status dos personagens (eles podem estar cansados, ou tristes, etc…). Tudo isso é importante e você precisa prestar atenção, enquanto também se preocupa com os zumbis.

Aos poucos você vai ficando mais “forte”, com mais stamina e armas. Vai ficando mais corajoso e uma simples voltinha na cidade, a pé, no meio da noite, pode terminar com a morte permanente daquele personagem. Eu ADOREI saber que os personagens podem morrer e isso é definitivo. Faz você pensar 100x antes de sair naquela cidade.

 Outro aspecto ótimo é saber que você não pode pegar um carro e sair atropelando todos os Zumbis, pensando que você está jogando GTA. Os carros estragam facilmente e você precisa deles, principalmente para explorar locais mais distantes do mapa.

Depois de 15h jogando State of Decay 1, eu já estava contando os minutos para jogar State of Decay 2. Finalmente consegui iniciar minha aventura na Sexta Feira (18 de maio), pois a versão que está instalada em meu Xbox One X é a versão Ultimate Edition, que permite jogar alguns dias antes do lançamento mundial.

 Com 10h de Gameplay em State of Decay 2, a certeza que tenho é que vou jogar MUITAS e MUITAS horas nos próximos dias e semanas. O jogo conseguiu evoluir em todos os aspectos. Os gráficos estão bons, gerenciar a base está mais complexo ainda, com mais opções, e jogar em COOP está divertidíssimo.

O jogo tem bugs, mas isso pode ser resolvido via atualização e nenhum deles comprometeu o meu gameplay. O gráfico está bonito (estou jogando no Xbox One X e futuramente vou testar no meu PC). No entanto eu vi relatos de pessoas que reclamaram dos gráficos no Xbox One FAT. Eu também tenho o modelo FAT aqui em casa e vou testar nos próximos dias.

 No final das contas eu vejo que tanto State of Decay 1, quanto State of Decay 2, tem alguns pontos negativos e muitos pontos positivos. É definitivamente uma experiência que você precisa conhecer.

 Continuo sem entender porque fiquei tanto tempo ignorando State of Decay 1. O importante é que mesmo sendo um título que muitos gostam de falar que é “mediano”, a minha experiência foi superpositiva e no final das contas o que vale mesmo é a NOSSA experiência com o game, certo?

 O meu recado final é: Se você gosta desse estilo de jogo, eu SUPER recomendo que você jogue State of Decay 2. Chame seus amigos, preparem seus Headsets e entrem nesse universo infestado de zumbis. Nunca foi tão fácil aproveitar um lançamento no Xbox One (ele vai estar disponível para todos os assinantes do Game Pass, no Day 1).

E você, já passou por alguma situação parecida, aonde ficou tanto tempo sem jogar um game, e se surpreendeu quando finalmente jogou? Está ansioso para jogar State of Decay 2? Pretende jogar em modo COOP com seus amigos?

 Fiquem à vontade para me adicionar na Live (Gamertag: Carneiro Play TV) para jogar o modo COOP.

Agora eu preciso voltar para o game. Minha comunidade está precisando de ajuda: Tem gente doente, todo mundo está com fome e tem muitas hordas de zumbis chegando. Me desejem sorte… eu vou precisar!!!

 Acompanhe a baixo um pouco da minha jogatina neste jogão.

 

Receba notificações de todas novidades sobre Xbox.

Comentários