Setembro Amarelo
O silêncio pode dizer muita coisa.

Call of Duty: Black Ops Cold War – [Análise do Arena]

Confira como foi servir mais uma vez ao lado dos icônicos personagens Frank Woods e Alex Mason, em Call Of Duty: Black Ops Cold War

A Activision em parceria com a Treyarch lançou em 13 de novembro o aguardado Call of Duty: Black Ops Cold War, a sequência direta de Black Ops 1, lançado em 2010. Confira agora nossas impressões da volta dessa franquia tão querida pelo fãs.

  • História

O enredo de Call of Duty: Black Ops Cold War traz o conflito da Guerra Fria para o universo dos vídeo games. Após rumores de um soldado especial da URSS, Perseus, a CIA entra no conflito com seus melhores agentes, entre eles, os já conhecidos Alex Mason e Frank Woods, adicionando aos personagens principais o Agente Russell Adler e o personagem no qual jogamos de codinome “Bell”. Todos reunidos para orquestrar um plano de captura ao Perseus, que segundo rumores, tem poder suficiente para mudar o equilíbrio da Guerra Fria ao seu favor.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.391

Apesar do trailer destacar aos personagens já conhecidos da franquia, o jogo dá um grande foco aos novos personagens como protagonistas, mesmo o Mason, Woods e Hudson terem uma forte presença na história, o peso de desenvolver a enredo é carregado pelos novos personagens.

Com uma média de 17 missões e uma duração de aproximadamente 4 horas, o modo história traz poucas missões focadas em guerra. Elas são mais focadas em missões e enredos de filmes da CIA, com muitas missões silenciosas, que o jogador deve evitar ao máximo ser detectado e acabar em uma batalha de 2 agentes contra 1.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.38

A história em si cria todo um laço com os personagens, no qual o jogador cria uma empatia pelos personagens, com um enredo fluido e sem muita enrolação, que te deixa preso do início ao fim.

Temos a presença de alguns fatos históricos, que no meu ponto de vista deixa o jogo um pouco mais emocionante e curioso, para acompanhar o desenrolar da história, porém, o maior problema da campanha é a duração e como ela termina. Uma campanha de 4 horas pode ser justificada pelo fato do jogo ter múltiplos finais. Temos a volta do sistema que foi colocado no Black Ops 2, onde nossas escolhas influenciam o rumo da história, levando o jogo a ter mais de um final, porém, a impressão que eu tive foi de quando o jogo começou a esquentar, ele acabou.WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.394

O segundo problema é o fato do final ficar em aberto, como tivemos no MW do ano passado. Um final deixando um pequeno gancho para os acontecimentos do multiplayer e Warzone, para render história para as próximas atualizações. Porém, Call of Duty: Black Ops Cold War faz isso de uma maneira muito mais aberta, deixando um ar de frustração e “preciso do próximo jogo para o mês que vem”. Mas claro, ainda devemos esperar para ver como vai ficar o desenrolar da trama nas próximas atualizações de Warzone.

Um ponto que realmente encarei de forma negativa foi o fato das CGs travarem muito, acompanhada de um grande atraso de áudio, gerando um certo desânimo quando acontecia nas melhores cenas. Mas nada que afete o gameplay em si. Um segundo ponto sobre as CGs não é um ponto negativo, e sim mais como observação. O fato de usarem imagens de TVs da época em que o jogo se passa, me causou um desconforto na vista. WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.411

Olhando de uma forma geral, a campanha de Call of Duty: Black Ops Cold War é uma das melhores dos últimos anos. Não poderia julgar como um modo história ruim, porém, deixa a desejar em alguns pontos.

  • Jogabilidade

Para aqueles que chegaram de cabeça aqui e nunca ouviram falar de Call of Duty (o que é impossível), o jogo se trata de um FPS de tiro em primeira pessoa, que vem fazendo sucesso desde 2003. Os jogos da franquia Black Ops tem um estilo mais acelerado de gameplay, e esse título não deixou essa característica para trás. Temos novas mecânicas, como recarregar a arma enquanto corre e um novo sistema de escalada, permitindo um gameplay ainda mais frenético.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.393

Se compararmos com Modern Warfare, lançado no ano passado, os jogadores irão sentir uma enorme diferença. Enquanto Modern Warfare tem um gameplay mais voltado para realidade, Call of Duty: Black Ops Cold War apresenta um estilo mais afastado da mesma. Temos aqueles bonecos pulando e escalando, como se as armas fossem de papel, levando os jogadores a terem uma movimentação mais acelerada e deixando as partidas um pouco mais frenéticas. Apesar de levar o nome Call Of Duty, são jogos feitos por produtores diferentes, levando cada um a ter suas características únicas e um gameplay bem diferenciado.WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.39No geral, a Treyarch apostou em pequenos novos detalhes, mas ainda continua se mantendo no que sempre deu certo em Call Of Duty, com poucas inovações, ele continua entretendo as jogatinas por longas horas.

 

 

  • Multiplayer 

O multiplayer do jogo segue a mesma com a mesma fórmula, no qual temos os clássiscos modos de TDM, FFA, Dominação, Localização, S&D, Baixa Confirmada, entre outros. Com partidas de 6v6 e com uma mecânica ainda mais acelerada, o jogo está frenético de uma maneira que os jogadores de Call of Duty gostam: com um gameplay que favorece muito aos jogadores que gostam de “rushar“, mas sempre tendo espaço para aqueles que gostam de “camperar“.

A maior surpresa ao abrir o multiplayer foi a quantidade de mapas para os modos clássicos. Eu estava acostumado a encontrar mais de dez mapas, mas em Call of Duty: Black Ops Cold War, inicialmente, só temos a presença de oito mapas para os modos clássicos. Não chega a ser um ponto negativo, pois ele vai receber o mesmo sistema do MW, trazendo mapas gratuitos toda season.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.421

De novidade, temos a chegada dos modos “Escolta de Vip“, que não me pareceu tão chamativo, e o modo “Bomba Suja“, que é um modo em grande escala, onde os jogadores são divididos em squads de 4 pessoas e devem coletar materiais para carregar uma bomba e explodí-la. O modo é bem frenético e chega a ser até uma bagunça, porém, ele pode ser muito interessante para quem já tem seu squad fechado.

O sistema de criação de classes foi mantido. O armeiro já foi usado em Modern Warfare do ano passado, porém, aqui está de uma forma mais detalhada. Além dos gráficos, temos porcentagem de toda a alteração que os equipamentos fazem na arma. Outro ponto é o equipamento, que pelo menos com o conteúdo que temos até agora, estão mantendo as características de cada classe. Por exemplo, em MW poderíamos tirar a coronha da Grau e colocar um cano curto, deixando um rifle de assalto com as mesmas características de uma sub metralhadora.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.422

A grande novidade em comparação com o MW é a volta do sistema de coringas, que foi implementado em Black Ops 2. Coringas são cartas equipadas à sua classe, que permite burlar as regras de criação de classe. Por exemplo, com determinado coringa podemos usar todos os espaços de equipamentos de uma arma ou podemos equipar 2 vantagens de cada classe de vantagem. A modificação em comparação ao Black Ops 2 é que podemos usar apenas um tipo de coringa.

Falando um pouco dos pontos negativos do multiplayer, uma coisa que chegou a incomodar pelo menos no início, enquanto estava aprendendo as rotas de cada mapa, foi a falta de mapeamento de prédios. O mini-mapa não está especificando as portas e cômodos de certos prédios no jogo. Outro pontos negativo é a questão de adquirir munição. Pela primeira vez em Call of Duty,  temos equipamentos de arma que alteram a quantidade de munição inicial. Você precisa passar por cima da mesma arma que você esta jogando para adquirir munição, quando antes precisávamos apenas passar por cima de uma arma da mesma categoria.

Um ponto do game que pode dividir opiniões é o novo sistema de Series. Agora ao morrer, você não perde o progresso da série, porém, ela tem maior custo de pontuação, assim como as baixas dão menos pontos. O melhor jeito é fazer uma sequência de kills, oonde cada kill acrescente um multiplicador. Essa modificação trouxe um novo grau de dificuldade para pegar as Series, mas trouxe um ponto positivo que é o fato de pode pegar a série mais baixa uma segunda vez antes mesmo de pegar a mais alta, tendo apenas que esperar o tempo de recarga da série para começar a juntar pontos de novo.

WhatsApp Image 2020 11 23 at 11.24.30

Olhando para o multiplayer de uma forma geral, temos um jogo frenético e altamente divertido, que lembra muito alguns dos antigos Call of Duty, como o MW2 e Black Ops 2. Com um Time to Kill equilibrado, os melhores jogadores tem tempo de reação, como também os melhores jogadores nem deixarão outros ter reação. Seus pontos negativos são tão poucos, que não chegaria a desmotivar os jogadores a pararem de jogar. São pontos “acostumáveis”. De início senti um leve desequilíbrio na categoria das submetralhadoras, pelo fato do jogo estar mais voltado para o rush, essa categoria está levando uma boa vantagem no jogo, porém, nada que algumas atualizações não resolvam.

  • Zombies

Como de costume, todo Call Of Duty passou a ter um 3° modo cooperativo. E sem dúvidas é o modo da vez: o tão adorado Zombies, que de cara, me deixou preso por algumas horas, antes de testar o modo história e o multiplayer. De uma forma geral, posso dizer que o modo manteve algumas características que já agradavam bastante os jogadores e melhorou aqueles pontos que deixavam a desejar.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.40 1

A nova mecânica de movimentação implementada no jogo tornou as partidas de Zombies ainda mais divertidas. A mecânica é fácil de se locomover e facilitou ainda mais as estratégias de se mover e atirar ao mesmo tempo.

Falando um pouco das novidades, o primeiro ponto que vale comentar é o XP obtido nas partidas do modo. Agora, temos a influência tanto na patente do jogador como no progresso das armas. Além disso, temos desafios de camuflagens exclusivas de Zombies, seguindo os mesmos padrões do multiplayer.

Também temos a presença de “Melhorias de Campo” no Zombies, que na minha visão, ela permite um melhor trabalho em equipe entre os jogadores, logo que cada melhoria de campo forma um espécie de combo com as outros melhorias, tornando o trabalho cooperativo entre os jogadores ainda mais necessário.

WhatsApp Image 2020 11 20 at 19.04.42

Outro ponto é o upgrade de habilidades. Agora, ao chegar na rodada 10 ganhamos 1 cristal, e após a rodada 10, a cada 5 rodadas ganhamos mais um cristal. E se o squad conseguir evacuar com sucesso, temos o número de cristais ganhos dobrados. Esses cristais são usados para upgrades em habilidades, bebidas, melhorias de campo e até mesmo nas armas que podemos comprar na parede.

Também temos mesas de criações para itens a parte dos itens da missão, que podemos fabricar equipamentos letais, táticos, coletes, melhorar armas e até mesmo comprar Series do multiplayer, que irão ser bastante úteis no decorrer da partida.

A parte do Zombies que deixou um pouco a desejar foi a presença de bugs no jogo. Até o momento que estou escrevendo a análise, Call of Duty: Black Ops Cold War ainda possui um pequeno bug na Raygun, além de constantes bugs que fazem com que seu personagem caia do mapa, e isso pode dar um pequeno desânimo no meio das jogatinas.

  • Visual

A parte que mais gerou polêmica negativa no novo Call of Duty foi a questão gráfica do jogo, porém, com o lançamento podemos conferir que mais um vez, Call Of Duty está de parabéns na questão gráfica. Ela deixa poucos espaço para críticas negativas, com ótimos cenários, iluminação impecável e sem problemas com serrilhados. O único ponto em que os gráficos deixam a desejar é com um pequeno downgrade gráfico no multiplayer, principalmente nos modos de grande escala, mas nada que a gente diga que esteja deixando a desejar.

O áudio de Call Of Duty: Black Ops Cold War também deixa poucos espaços para críticas, tanto os áudios ambientes quanto as trilha sonoras estão impecáveis, adicionando até uma opção para escolher em qual momento as trilhas sonoras devem ser tocadas. O único ponto negativo que vale ressaltar é com os passos dos personagens no multiplayer. As poucas vezes que precisei usar para identificar a localização de um inimigo, tive problemas para reconhecer se os passos estavam vindo de cima de mim, do mesmo andar ou de baixo.

  • Considerações Finais

Call Of Duty: Black Ops Cold War entrou para a lista de um dos meus jogos favoritos. Claro que ele tem seus defeitos, mas ele continua sendo um jogo incrível, que vai me manter entretido até o lançamento do próximo Call of Duty. Para ser mais sincero, era esse jogo que eu esperava em 2015, no lançamento do Black Ops 3, apesar de ter sido um jogo que eu joguei muito, ele não representou o estilo de jogo da franquia Call Of Duty, porém, em Black Ops Cold War, ele faz isso de forma perfeita. E para todos aqueles que estão na duvida em comprá-lo, ele merece uma chance de provar o quão bom ele é, e para quem já comprou, espero que não tenho o azar de cair contra mim :).

Adquira Call of Duty: Black Ops Cold War através da Microsoft Store.

Análise do Arena

Call Of Duty: Black Ops Cold War entrou para a lista de um dos meus jogos favoritos. Claro que ele tem seus defeitos, mas ele continua sendo um jogo incrível.

8.8
Ótimo
  • Historia 9
  • Multiplayer 8
  • Modo Cooperativo 9
  • Diversão 9
  • Visual 9
Se Inscrever
Notifique me
1 Comentário
Mais Votados
Mais Novos Mais Antigos
Inline Feedbacks
Ver todos comentários

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. AceitarLer Mais

1
0
Amamos sua participação, por favor comente!!!x
()
x